Mercado abrirá em 9 h 32 min
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,86
    -1,80 (-2,18%)
     
  • OURO

    1.801,40
    +2,60 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    58.793,47
    -1.807,32 (-2,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.406,75
    -67,58 (-4,58%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.660,14
    +31,40 (+0,12%)
     
  • NIKKEI

    28.830,55
    -267,69 (-0,92%)
     
  • NASDAQ

    15.616,25
    +29,00 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4203
    -0,0044 (-0,07%)
     

Review Sennheiser MKE 400 Mobile Kit | Completo para criadores de conteúdo

·10 minuto de leitura

A criação de conteúdo para a internet tem conquistado cada vez mais pessoas com as últimas gerações de smartphones e suas câmeras “profissionais”. Entretanto, se hoje em dia não precisamos recorrer a uma câmera DLSR para ter uma ótima qualidade de imagem, a captação de áudio ainda sofre com o tamanho reduzido dos celulares, nos obrigando a adquirir um microfone dedicado para gravar vídeos com melhor qualidade.

É aí que entra a Sennheiser, uma gigante do segmento de áudio, que lançou em 2021 o MKE 400 Mobile Kit. Basicamente, trata-se de um conjunto com microfone, tripé e suporte compactos, ideal para criadores de conteúdos na gravação de vlogs.

Mas, afinal, vale a pena pagar cerca de R$ 2,5 mil por um conjunto de microfone e tripé da Sennheiser, mesmo tendo diversas opções de acessórios, tanto para smartphones quanto para câmeras, mais acessíveis no mercado? Passei alguns dias testando o kit da fabricante alemã, e compartilho todas as minhas impressões nos próximos parágrafos.

Prós

  • Mini tripé e suporte resistentes e robustos;

  • Microfone ótimo tanto para ambientes abertos quanto fechados;

  • Bateria para até 100 horas;

  • Facilidade no uso.

Contras

  • Posição da saída line out pode ficar na frente do celular;

  • Não tem adaptador de 3,5 mm para Lightning ou USB-C;

  • Microfone pode captar alguns ruídos de ventos e pessoas.

Confira o preço atual do MKE 400 Mobile Kit

Construção e design

O MKE 400 Mobile Kit da Sennheiser oferece as principais ferramentas para quem geralmente grava seus conteúdos utilizando um smartphone ou câmera mais compacta. A estrela do produto é, obviamente, o microfone direcional — também conhecido como Shotgun.

O acessório é bastante leve e pesa especificamente 93,5 gramas, segundo a empresa, provavelmente um pouco mais com as duas pilhas do tipo AAA inseridas. Ao todo, temos quatro botões — liga/desliga e os controles de ganho, low cut filter e volume — e duas entradas padrões, sendo uma P2 (3,5 mm) e uma line out, que faz a conexão com outros dispositivos.

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

Uma coisa que me incomodou bastante no microfone foi a posição da saída line out, na região frontal, fazendo com que o cabo ficasse na frente da tela do smartphone — o posicionamento ideal, aqui, seria na parte de trás, onde fica o compartimento para as pilhas, ou em uma das laterais.

Outro destaque do kit é o mini tripé PIXI, da Manfrotto. A peça é uma das melhores que eu já usei, oferecendo aderência na maioria das superfícies graças aos pés de borracha e ótima estabilidade devido às pernas dobráveis. O tripé ainda conta com uma cabeça esférica — aonde se encaixa o suporte para celular — com um mecanismo de travamento por botão que permite travar o dispositivo em uma posição específica.

Algo que senti falta no tripé, mas entendo que pode fugir um pouco da sua proposta mais compacta, foi a regulagem de altura. Apesar de ser muito confortável segurar o produto nas mãos para gravar vídeos, seu tamanho reduzido pode ser um problema se você não tiver uma superfície na altura do seu rosto no momento da gravação.

Com relação ao suporte, temos um acessório bem robusto, já que é construído em alumínio, e cumpre bem o seu papel de manter o smartphone preso. Eu testei o acessório tanto com um iPhone 11, mais “gordinho”, quanto com um Galaxy S20, e a experiência foi a mesma, o que é excelente. Além disso, o equipamento ainda deixa rotacionar o celular tanto para o modo paisagem quanto para o retrato.

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

Embora o foco do MKE 400 Mobile Kit seja o criador de conteúdo que está sempre em movimento, um profissional da área audiovisual não deve ficar muito decepcionado com o produto. Além do conector de sapata fria presente para segurar o microfone, temos orifícios roscados para montagem em tripés e outros tipos de estabilizadores. O tripé também suporta câmeras DSLR menores, o que é excelente.

O kit da Sennheiser é bem completo e, além de todos os acessórios citados acima, também há um protetor anti-ruído para diminuir a captação de ventos e outros barulhos em ambientes externos. Entretanto, uma coisa que senti falta no pacote foi um adaptador para aparelhos que não possuem entrada P2, principalmente os iPhones.

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

Para realizar os testes, por exemplo, precisei conectar o microfone a um Galaxy S8+, pois era o único dispositivo aqui em casa que possuía a entrada. Considerando que os criadores de conteúdo mais famosos utilizam um iPhone ou um topo de linha Android mais recente — que não têm mais conector P2 —, ter um adaptador na caixa dispensaria a necessidade de gastar dinheiro em mais um acessório.

O kit oferece microfone, tripé e suporte para smartphone de excelente qualidade de construção. Para ficar completo, só se ele trouxesse um adaptador de 3,5 mm para Lightning ou USB-C, pois a maioria dos aparelhos atualmente vem retirando a entrada P2 para fones de ouvido.

Qualidade de som

A Sennheiser destaca que o MKE 400 Mobile Kit é voltado para criadores de conteúdo que estão sempre em movimento, ou seja, que fazem vídeos em locais externos geralmente barulhentos. Ainda assim, também percebi um potencial de utilização em ambientes internos por sua qualidade de captação.

O microfone é direcional do tipo supercardióide, o que significa que a captação do áudio é feita diretamente da parte frontal. As laterais e a região traseira, por sua vez, são menos sensíveis para abafar os ruídos externos.

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

Eu testei o microfone MKE 400 tanto em ambiente interno e gostei muito do resultado, acima da média de alguns microfones de lapela, geralmente usados por quem cria conteúdos em casa. Usando o gravador de voz padrão do Galaxy S8+ para captar o áudio, notei clareza na voz, ruído controlado e captação sem eco.

O equipamento traz um controlador de ganho com três estágios: -20 dB, 0 dB e +20 dB. O primeiro é muito baixo e eu não recomendo usar em locais abertos porque a voz não se destaca. Já em ambientes fechados, essa configuração serve apenas se você estiver bem próximo do microfone.

A configuração padrão, sem nenhum ganho, é a melhor se você pretende gravar em casa, pois mantém o volume relativamente alto e não estoura. Também gostei desse setup em cenários externos, como parques, já que deixa o ruído controlado, apesar de ainda presente.

Com o ganho em +20 dB, o MKE 400 é ótimo em locais externos, mas somente se o recurso Low Cut Filter estiver ativado, pois destaca os médios e agudos em detrimento dos graves. A voz fica bem mais definida nesse modo, embora possa soar um pouco artificial.

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

Outra coisa que me agradou muito no microfone da Sennheiser foi a facilidade de uso; bastou fazer a conexão com o smartphone para ele ligar automaticamente. Além disso, ainda é possível monitorar o áudio que sai do equipamento se plugar um fone de ouvido na entrada de 3,5 mm.

O microfone MKE 400 é excelente tanto em ambientes abertos quanto internos, oferecendo uma clareza na voz, ruído controlado e captação sem eco. O controlador de ganho é muito útil dependendo do local, mas o estágio mais baixo não é muito recomendado em locais abertos porque a voz não se destaca. O melhor estágio é em 0 dB, mesmo, pois mantém a voz clara e o ruído controlado.

Bateria

O Sennheiser MKE 400 funciona com duas pilhas AAA e a empresa garante que elas são suficientes para 100 horas de gravação. É uma autonomia excelente, porém muito abaixo do MKE 400 original, lançado em 2008, que prometia 300 horas com uma única pilha AAA.

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

Obviamente, não passei as 100 horas gravando conteúdo com o MKE 400, mas não tive nenhuma preocupação com a sua autonomia no período em que passei com ele. Ainda assim, se você tem o costume de produzir conteúdos fora de casa, é sempre bom levar um par de pilhas extra na mochila.

Especificações técnicas

  • Tipo: direcional supercardióide;

  • Peso: 93,5 gramas;

  • Dimensões: 126 x 67 x 37 mm;

  • Conector do microfone: 3,5 mm;

  • Frequência de resposta: 50 até 20.000 Hz;

  • Fonte: duas pilhas AAA;

  • Autonomia de bateria: até 100 horas de gravação;

  • Conteúdo da caixa: microfone MKE 400, mini tripé, suporte para smartphone, cabo de 3,5 mm TRS para TRS, cabo de 3,5 mm TRS para TRRS, bolsa de armazenamento, protetor.

Concorrentes diretos

O Sennheiser MKE 400 é um microfone direcional premium que custa cerca de R$ 2.240 no site oficial da empresa, subindo para mais de R$ 2.500 se optar pelo kit com o suporte e o mini tripé. Claro que ele não é dos microfones direcionais mais acessíveis e, além da sua qualidade geral, grande parte do seu valor se dá pela marca Sennheiser, que é sinônimo de qualidade.

Ou seja, se você procura um bom microfone direcional e não quer gastar tanto, eu recomendaria olhar para os modelos da Boya, outra gigante no setor de áudio. Você não deve ter uma qualidade tão superior em ambientes abertos e fechados quanto o MKE 400, mas eles podem ser boas opções para quem está começando ou tem orçamento apertado.

Entre alguns nomes estão o BY-BM2021, que pode ser encontrado na faixa dos R$ 600, e o BY-VM600, que custa entre R$ 200 e R$ 300. Ambos são do tipo Shotgun e podem ser acoplados a câmeras DSLR e smartphones. Com relação aos acessórios secundários, como o suporte e o mini tripé, também é possível encontrar alternativas mais acessíveis no varejo. Você também pode comprar só o tripé PIXI da Manfrotto com suporte mobile por algo em torno de R$ 300 ou R$ 400, mas aí ele não tem encaixe para microfone na parte de cima como vemos no kit da marca alemã.

Conclusão

O MKE 400 Mobile Kit da Sennheiser engloba três produtos de ótima qualidade em um só produto: o microfone é ideal para criadores de conteúdo que fazem vlogs fora de casa, enquanto o suporte e o mini tripé oferecem resistência e estabilidade suficientes para longas jornadas.

(Imagem: Ivo/Canaltech)
(Imagem: Ivo/Canaltech)

Eu só senti muita falta de um adaptador de 3,5 mm para Lightning ou USB-C, principalmente porque a maioria dos smartphones premium já abandonou o conector P2. O mini tripé também poderia ter regulagem de altura, mas entendo que isso poderia afastá-lo da sua proposta mais compacta. Fora isso, o suporte para celular da Sennheiser é bem prático em tem encaixe para o microfone no topo, algo que você não encontra facilmente em alternativas mais baratas.

Entretanto, acredito que o seu principal problema seja o preço — pelo menos aqui no Brasil. Na gringa, o kit é vendido por cerca de US$ 220 (R$ 1.179 em conversão direta) e é uma das opções mais recomendadas para quem está começando nesse mundo da criação de conteúdo ou procura manter um setup compacto, mas de boa qualidade.

Aqui no Brasil, no entanto, os cerca de R$ 2.500 que a Sennheiser pede no MKE 400 Mobile Kit são basicamente inviáveis para os pequenos produtores que ainda não estão ganhando muito dinheiro com sua atividade. A menos que você tenha o dinheiro parado e queira começar com um microfone de altíssima qualidade, eu recomendo olhar para os microfones direcionais mais acessíveis da Boya.

E aí, curtiu o Sennheiser MKE 400 Mobile Kit? Confira a oferta que preparamos para você no link abaixo!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos