Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    35.607,80
    +70,78 (+0,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Review Norton 360 iOS | Proteção focada, mas com ressalvas

·6 min de leitura

O sistema operacional iOS é tradicionalmente mais fechado, algo citado pela Apple como uma medida de segurança. A bem da verdade, tal aspecto ajuda sim a manter a proteção de iPhones e iPads, mas não é correto dizer, também, que tais plataformas estão totalmente livre de ameaças. É justamente naquilo que ultrapassa a cerca da Maçã que o Norton 360 iOS tenta se focar.

Em dispositivos nos quais varreduras de arquivos e checagem de aplicativos baixados não são necessários, o aplicativo dá ênfase ao aspecto conectado, focando na privacidade do usuário e na proteção contra sites perigosos. A solução traz, por exemplo, um sistema de segurança para redes sem fio e filtros anti-spam para mensagens de texto, acertando em cheio em alguns destes tiros mas entregando propostas confusas e que parecem se sobrepor em outros.

A máxima da transparência, entretanto, é a que mais vale no caso do Norton 360 para iOS. Proteção boa é aquela que não gera atrito com o usuário final e, uma vez configurado, o software de proteção faz exatamente isso, apenas emitindo alertas em caso de sites maliciosos sendo acessados — e mesmo isso é feito de maneira adequada, sem bloqueios ou impedimentos complicados de ultrapassar, mas com um aviso claro de que você, talvez, devesse repensar o acesso. Foram poucos falso positivos no nosso período de análise, enquanto todas as páginas efetivamente perigosas foram indicadas como tal.

<em>Tela inicial do Norton 360 para iOS traz todas as opções dispostas de forma direta, com indicadores de atenção e configurações simples, ainda que alguns elementos pareçam contraditórios ou não funcionem (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)</em>
Tela inicial do Norton 360 para iOS traz todas as opções dispostas de forma direta, com indicadores de atenção e configurações simples, ainda que alguns elementos pareçam contraditórios ou não funcionem (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)

Chegar a esse ponto também é relativamente simples, com os menus de preferências do Norton 360 iOS trazendo os controles de forma direta, quando possível, e tutoriais claros quando ações no próprio sistema operacional forem necessárias. É nessa utilização, entretanto, que surgem algumas das principais questões que encontramos durante nosso período testando a aplicação, principalmente no que toca a confusão entre serviços que parecem relativamente iguais, mas não são.

Um não é como o outro

Um dos principais diferenciais do Norton 360 para iOS é a proteção de redes sem fio, uma questão importante em um momento no qual ataques de man in the middle e regimes híbridos de trabalho representam novos desafios do ponto de vista da segurança. Quando ativada, a opção não apenas aplica protocolos e alertas diferentes de acordo com a característica de cada Wi-Fi, mas também utiliza uma lista pública para identificar aquelas naturalmente problemáticas.

Alertas são emitidos em caso de conexão a uma rede insegura, enquanto uma VPN pode ser aplicada a todas elas para proteger ainda mais os dados trafegados de interceptação. Essa ativação é feita de forma automática e acompanha também um sistema de bloqueador de anúncios, que ajuda a manter a privacidade durante a navegação e o uso de diferentes aplicativos.

<em>Notificações de sites inseguros são exibidas de forma clara pelo Norton 360 iOS, mas sem ações que dificultem o uso em caso de falsos positivos; consumo de bateria também é moderado, ficando abaixo de redes sociais e mensageiros (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)</em>
Notificações de sites inseguros são exibidas de forma clara pelo Norton 360 iOS, mas sem ações que dificultem o uso em caso de falsos positivos; consumo de bateria também é moderado, ficando abaixo de redes sociais e mensageiros (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)

Aqui, entretanto, um problema estranho foi encontrado quando o Norton 360 iOS simplesmente travava a utilização de chamadas de vídeo no WhatsApp após os primeiros segundos, como se a internet não estivesse funcionando. Não foi possível precisar exatamente o que estava causando o bloqueio, que não existia caso utilizássemos o 4G — mesmo com a proteção ativada — e somente aparecia em uma rede específica e doméstica, com senha e protocolos adequados de segurança.

A opção de segurança do Wi-Fi também parece entrar em conflito com outra, focada especificamente na VPN. Quem conhece a tecnologia sabe a diferença entre o primeiro e o segundo caso, voltado para mascarar a conexão e garantir anonimato, mas no aplicativo, ambas são apresentadas a partir de caminhos diferentes, que levam a um mesmo lugar e podem passar a impressão de recursos distintos, tornando a navegação confusa para leigos.

<em>Uso da proteção de Wi-Fi do Norton 360 para iOS causa pouco impacto na velocidade da rede, mas quem faz streaming pelo celular pode sentir a diferença no upload (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)</em>
Uso da proteção de Wi-Fi do Norton 360 para iOS causa pouco impacto na velocidade da rede, mas quem faz streaming pelo celular pode sentir a diferença no upload (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)

Por outro lado, quando ativada, a VPN não gera gargalos perceptíveis na velocidade da rede, mesmo durante tarefas mais pesadas como downloads ou consumo de serviços de streaming. Em nossos testes, o upload parece ter sofrido mais com a ativação do Norton 360 iOS, algo que pode ser uma questão para quem transmite ao vivo a partir do celular; pelo menos, estes não precisarão se preocupar com o gasto de bateria, com o software consumindo menos que a maioria das redes sociais.

De olho, mas às vezes não

Outro destaque do Norton 360 para iOS, também parte de um pacote de diferenciais que levam a privacidade à frente, é o sistema de filtragem de spam e golpes via SMS. Quem tem o celular cadastrado por aí sabe que as mensagens seguem como uma forma incômoda de publicidade, enquanto os criminosos se aproveitam disso para entregar mensagens fraudulentas em nome de bancos e empresas. A solução ajuda o usuário a se livrar de ambos.

Quando ativado nas configurações do iOS, o sistema cria uma pasta de spam, que em boa parte vai concentrar as tentativas de fraude, e separa os comprovantes de transações da publicidade. A ideia é que, no último caso, as propagandas podem até interessar ao usuário, que pode criar um hábito de acessar o espaço de tempos em tempos, mas não as recebendo como se fossem comunicações importantes em meio a mensageiros e alertas efetivamente relevantes.

<em>Sistema de filtragem de SMS do Norton 360 para iOS separa mensagens de spam daquelas promocionais e de comprovação, evitando distrações com notificações (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)</em>
Sistema de filtragem de SMS do Norton 360 para iOS separa mensagens de spam daquelas promocionais e de comprovação, evitando distrações com notificações (Imagem: Captura de tela/Felipe Demartini/Canaltech)

Por outro lado, um recurso chamado no aplicativo simplesmente como “Identidade” simplesmente não funciona, ainda que sempre exiba estar aguardando configuração. A opção, na home do Norton 360 para iOS, leva o usuário à página de gerenciamento de assinatura, no site da fornecedora, dando acesso ao gerenciamento da assinatura, relatórios de proteção ou sistemas de controle parental que exigem o download de um app adicional.

Talvez se trate de um bug ou uma falha na implementação de um sistema que, acreditamos, faça varreduras online em busca de senhas vazadas ou fraudes de identidade, alertando o usuário para que ele tome atitudes. Entretanto, e mesmo após sucessivas atualizações nas semanas que passamos utilizando o software, não foi possível descobrir exatamente a intenção desta opção.

Ainda que com tais percalços, o Norton 360 para iOS entrega o que promete e, acima de tudo, faz todo o possível, dentro do que o sistema operacional permite, além de orientar sobre melhores práticas como o uso de códigos de bloqueio e biometria, bem como informar sempre que uma atualização estiver disponível, mas não aplicada. Acima de tudo, realiza o trabalho de forma transparente e nada invasiva, sem interferir no cotidiano do usuário.

Com baixo consumo de bateria e impacto quase imperceptível na velocidade da conexão, o Norton 360 para iOS surge como uma adição interessante, principalmente, para quem já é assinante de outros pacotes da companhia, principalmente aqueles que incluem a versão PC do serviço. A assinatura individual, entretanto, custa R$ 29 ao ano, e é aqui que devem pesar os pequenos problemas de funcionamento do app, na hora de o comparar com os rivais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos