Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,08
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.779,20
    +1,80 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    32.489,07
    +840,10 (+2,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    767,68
    -26,65 (-3,36%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.090,01
    +27,72 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.309,76
    -179,24 (-0,63%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.275,00
    +16,75 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9198
    0,0000 (0,00%)
     

Review JBL Pulse 4 | Um show de luzes ofuscado pelo preço

·13 minuto de leitura

Elas estão presentes em todas as praias, em todos os parques, em todas as praças. No entanto, em muitos lugares, elas não são bem elas, pois há muitas imitações baratas. Quem são elas? As caixas de som JBL, é claro! A marca de dispositivos sonoros que conta com uma enorme gama de produtos que vão desde fones de ouvido e até sistemas de som automotivos certamente ganhou seu espaço no Brasil com um produto bem específico: a caixinha de som portátil.

Após muitos anos inovando neste segmento e já com uma grande variedade de modelos, a JBL começou a aperfeiçoar cada uma de suas linhas de produtos, lançando versões mais potentes e com recursos exclusivos para determinados produtos. É o caso dos produtos JBL Pulse, lançados lá em 2014 e que traziam como diferencial um sistema de iluminação para animar a festa da galera que queria mais do que apenas um som de qualidade.

De lá para cá, a marca já lançou mais três atualizações deste modelo, de modo que chegamos ao produto deste review. A JBL Pulse 4 é uma caixa de som com design chamativo, sistema de iluminação personalizável com diversos efeitos (e melhorado em relação ao modelo anterior), configuração de áudio que promete um som de alta qualidade e bateria para até 12 horas.

Nós até já fizemos vídeo sobre a JBL Pulse 4, mas ainda a questão que fica é: será que vale a pena comprar esta nova versão do produto? Como a JBL Pulse 4 se compara a alguns de seus principais concorrentes? Nós testamos o produto e trazemos todos os detalhes para você conhecer os principais destaques da JBL Pulse 4. Vamos conferir!

Prós

  • Visual inovador

  • Efeitos de iluminação chamativos

  • Som equalizado

  • Boa autonomia de bateria

Contras

  • Peso excessivo

  • Sem viva-voz

  • Distorções no volume máximo

  • Sem carregador

Design e construção

Considerando que estamos falando da quarta versão de um produto, é bastante evidente que a JBL já se provou inovadora em diversos aspectos nesta linha. Assim, o que você pode esperar da JBL Pulse 4 é um visual muito coerente com suas antecessoras, mas também com vários aspectos inventivos, que fazem ela ser única e chamativa.

Primeiro, temos a lateral toda em material transparente, o que evidentemente é utilizado para a utilização dos efeitos luminosos. A fabricante não especifica o tipo de componente utilizado aqui, mas a impressão que temos é de um tipo acrílico, ou seja, um vidro que é mais leve como plástico, porém mais resistente a riscos.

Diferente da JBL Pulse 3, a nova versão tem toda a lateral neste tipo de material, o que garante um design com estilo aprimorado e que propicia melhores recursos de iluminação, já que toda essa área pode ser ativada com diferentes padrões e efeitos.

Imagem: Ivo/Canaltech
Imagem: Ivo/Canaltech

No topo da JBL Pulse 4, podemos ver o logotipo da marca, que fica quase escondido entre pequenas arestas “vazadas” na diagonal. Este estilo imprime uma composição harmônica ao produto e garante que o som tenha uma saída pela área superior.

Nas laterais da parte de cima, temos acesso ao conjunto de botões. Num dos segmentos, botões específicos para energia (ligar e desligar o dispositivo) e emparelhamento. Em outro conjunto, há botões de volume e de reprodução (para pausar ou resumir a música). Na terceira área, a fabricante instalou um botão que controla a iluminação e um atalho para ativar a função PartyBoost.

A conexão de energia fica instalada na lateral, porém mais próxima da base. Aqui, já temos uma porta USB do tipo C, a qual fica próxima de um indicador luminoso que dá uma ideia do nível de bateria disponível. Já na base, temos um alto-falante que fica escondido, evitando o acesso facilitado, porém há curvas leves que servem para complementar o design, bem como para garantir que o som possa ser projetado em 360 graus.

Imagem: Ivo/Canaltech
Imagem: Ivo/Canaltech

Com design cilíndrico, a JBL Pulse 4 mede 9,6 cm de diâmetro e 20,7 cm de altura, o que faz ela ser ligeiramente maior na largura do que a maioria dos produtos concorrentes, porém menor na altura do que determinados dispositivos como a UE Megaboom 3 e a própria JBL Charge 4.

As dimensões talvez não sejam um fator decisivo na hora da compra, já que temos aparelhos bem parecidos em tamanho. Contudo, há um fator que pesa contra este modelo da JBL. Devido a bateria de maior capacidade e os componentes de iluminação, a JBL Pulse 4 pesa 1,26 kg, o que está bem acima do que vemos em produtos similares, como a Charge 4, que pesa apenas 960 gramas.

Vale pontuar um diferencial interessante: a JBL Pulse 4 conta com certificado IPX7, o que significa que ela pode ser submersa em água por até 30 minutos e numa profundidade máxima de 1 metro, porém ela não tem qualquer resistência contra poeira.

Sistema de iluminação

Quando tratamos de um produto que tem a iluminação como uma característica diferencial, o design é impactado também pelas possibilidades de personalização. Aqui, vale apontar que a fabricante caprichou tanto na otimização dos efeitos quanto nos perfis que podem ser alterados pelo usuário.

Através do aplicativo JBL Portable, é possível configurar as luzes para simular os seguintes efeitos: espiritual (que parece imitar correntes de vento), Fogueira (que imita os movimentos de chama), equalizador (que mostra barras verticais simulando os níveis de graves, médios e agudos), onda e aleatório (com dispersão de luzes para vários lados).

Imagem: Fábio Jordan/Canaltech
Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

Além dos efeitos com cores pré-programadas, há opções para mudar as tonalidades em cada perfil, de modo que é possível selecionar qualquer cor do espectro RGB através do espectro disponível no aplicativo. Outra opção interessante é o nível de luminosidade, que possibilita controlar a intensidade entre o nível mínimo e o máximo em diferentes variações de intensidade.

Os mesmos efeitos de luz podem ser alterados diretamente na caixa de som através do botão de luz que fica posicionado na parte superior do aparelho, ao lado do botão PartyBoost (comentaremos sobre esta função posteriormente). Importante notar que a opção para desligar o sistema de luzes não existe no aplicativo, sendo necessário manter o botão de luz pressionado na JBL Pulse 4 para desativar a iluminação.

Qualidade de som

Quando falamos em caixas de som Bluetooth de alto valor, esperamos um som de alta qualidade, algo que inclusive já é esperado de produtos da JBL, uma vez que a marca se popularizou por entregar um conjunto bem completo de recursos para os amantes de sons portáteis.

Dessa forma, sem nem experimentar a JBL Pulse 4, nós já temos uma noção de que ela entrega um sistema de som bem robusto. Então, a questão que fica é apenas se o ajuste fino do produto vai agradar aos ouvidos mais exigentes.

De fato, o som da JBL Pulse 4 (que entrega 20 watts de potência RMS) é bastante robusto. Para curtir músicas no volume intermediário, há uma equalização bem promissora, que garante um áudio equilibrado, ou seja, sem exageros nos graves, mas também sem agudos estridentes.

Imagem: Ivo/Canaltech
Imagem: Ivo/Canaltech

No entanto, fica evidente que faltou um refinamento no projeto, pois ao aumentar o volume, fica claro que a JBL Pulse 4 não conta com alto-falantes que conseguem entregar graves reforçados. Eis aqui o ponto em que o produto decepciona, pois há distorção notável em várias amplitudes.

A solução então é usar o produto com moderação, com ajustes que vão até 80% ou quem sabe 90% do volume máximo. Isso obviamente é um ponto negativo do produto, já que temos uma experiência prejudicada ao extrair toda a performance dos alto-falantes.

É importante notar ainda que até mesmo produtos mais antigos (como a UE Megaboom) conseguem um som mais encorpado e sem distorções e o detalhe: estamos falando de um produto que até é bem mais barato, mas vamos falar mais de modelos concorrentes posteriormente.

Bateria e conectividade

Quem gosta de curtição com a galera sabe que a festa geralmente não tem hora para acabar, por isso é importante que a música continue tocando o máximo de tempo possível. Assim, caixas de som com bateria de longa duração são as mais procuradas, mas é claro que a autonomia ideal depende das necessidades de cada pessoa.

Segundo a fabricante, a JBL Pulse 4 tem bateria com capacidade de 7.260 mAh, o que garante uma autonomia de até 12 horas. Como de praxe, essa informação não vem acompanhada das condições utilizadas para alcançar tal número, de modo que a duração total pode variar muito.

Imagem: Ivo/Canaltech
Imagem: Ivo/Canaltech

O mais importante a ser observado aqui é que o tempo total de uso da JBL Pulse 4 pode variar muito, principalmente se você deixar os efeitos de iluminação ativados e com o brilho em nível máximo, pois tais funcionalidades consomem muita energia.

Contudo, considerando que esse é um diferencial do produto, para realizar uma verificação adequada deste modelo, eu mantive as luzes ativadas em boa parte dos meus testes. Bom, falando nisso, para tentar dar uma noção aproximada, eu fiz um teste de uso variado. Confira os ajustes utilizados e o resultado:

Teste 1 de bateria com a JBL Pulse 4

  • Nível de bateria antes do teste: 100%

  • Nível de brilho do sistema de iluminação: desativado

  • Nível de volume 30%

  • Tempo reproduzindo música: 6 horas

  • Nível de bateria após teste: aproximadamente 70%

  • Tempo estimado total de reprodução: 20 horas sem luzes

Teste 2 de bateria com a JBL Pulse 4

  • Nível de bateria antes do teste: 70%

  • Nível de brilho do sistema de iluminação: 50%

  • Nível de volume: 30%

  • Tempo reproduzindo música: 8 horas

  • Nível de bateria após teste: 10%

  • Tempo estimado total de reprodução: 12 horas com luzes ligadas

Como você pode conferir acima, o teste misto garantiu o uso do produto por aproximadamente 14 horas contínuas. Por realizar os testes em ambientes internos, eu optei por usar o nível de volume em 30%, o que garante maior autonomia, então espere uma redução nesse tempo total se você for usar o produto com o volume mais alto ou mesmo com as luzes em brilho máximo.

Após o teste de autonomia, eu realizei o carregamento do componente energético. Nesta ocasião, a bateria estava em aproximadamente 10% no começo do teste e chegou ao seu máximo ao fim da verificação. O tempo total foi de aproximadamente 3 horas, o que significa que a recarga completa deve levar cerca de 3 horas e 30 minutos, o que está de acordo com a informação da fabricante.

Imagem: Ivo/Canaltech
Imagem: Ivo/Canaltech

Sobre conectividade e integração, vale ficar de olho que este modelo tem algumas limitações, como a ausência do sistema viva-voz, já que ela não tem microfone embutido e a incompatibilidade com assistentes de voz (algo que pode não ser um ponto negativo, mas que poderia ser um excelente adicional).

Na parte de conectividade, a JBL Pulse 4 ainda usa o Bluetooth 4.2 para comunicação com os aparelhos. Ainda que existam produtos similares com Bluetooth 5.0, este é um ponto que não podemos criticar, uma vez que este modelo foi lançado há algum tempo, quando a versão 4.2 ainda era padrão. Outro detalhe: não há conexão de áudio de 3,5 mm – que também está cada vez mais em desuso, mas ainda pode ser um atrativo ineressante.

A JBL Pulse 4 é um produto bem completo, que garante a diversão seja nas suas festas ou na sua casa. O principal diferencial do produto é o novo sistema de iluminação, que é bem versátil e personalizável. Recomendamos este modelo para quem gosta de uma experiência diferenciada.

Apesar de muito bonita e de iluminar o ambiente com vários efeitos de luzes, a JBL Pulse 4 tem uma autonomia de bateria limitada quando todos os recursos são ativados e vale observar que o som pode ficar um pouco distorcido se você gosta de ouvir músicas no volume máximo.

Ficha técnica

  • Versão do Bluetooth: 4.2

  • Potência de saída: 20 watts RMS

  • Proteção: IPX7 (imersão em água até 1 metro por no máximo 30 minutos)

  • Capacidade de bateria: 7.260 mAh

  • Autonomia de bateria: 12 horas

  • Tempo de recarga: 3,5 horas

  • Entrada cabo de áudio de 3,5 mm: não

  • Viva-voz: não

  • Integração com assistente: não

  • Power bank: não

  • Dimensões (L x P x A): 9,6 x 9,6 x 20,7 cm

  • Peso: 1,26 kg

Concorrentes diretos

A JBL Pulse 4 é um produto que praticamente “corre sozinho” no segmento dos alto-falantes com tecnologia Bluetooth, uma vez que é muito raro encontrar modelos concorrentes que tenham uma proposta similar: aliar sistema sonoro e efeitos de iluminação para animar a festa.

Até por conta dessa característica ímpar, este produto da JBL tem um preço diferenciado, o que a faz ser consideravelmente mais cara do que as concorrentes. No momento da publicação desta análise, a melhor oferta que encontramos para a JBL Pulse 4 foi de R$ 1.211,39.

Para quem pretende adquirir um produto apenas para curtir músicas e não faz questão dos efeitos de luz, a própria JBL tem dispositivos mais interessantes como a JBL Charge 4, que tem maior potência sonora e ainda preço mais acessível. Conforme consulta na época de publicação, a JBL Charge 4 estava disponível por de R$ 810.

Há também produtos concorrentes que entregam excelente qualidade de áudio e também qualidade similar aos modelos da JBL. É o caso da UE Megaboom 3, que também tem som aprimorado, bateria para até 20 horas e proteção IP67, que garante resistência total contra poeira. Na data em que realizamos o review, este speaker custava R$ 1.080.

E se você quer um modelo ainda mais barato, temos como recomendação a LG Xboom GO PL7, que entrega maior potência, até 24 horas de autonomia, sistema de luzes multicolorido nas laterais, mas proteção IPX5. Em nossas consultas, este produto estava disponível por R$ 750.

Levando em conta as tantas opções disponíveis de outras fabricantes, a JBL Pulse 4 acaba sendo uma compra sensata apenas se você faz muita questão de ter um sistema de luzes especial. É claro que este recurso é bem divertido para as festas, mas ele tem um custo bem elevado.

Conclusão

No fim do dia, a JBL Pulse 4 impressiona pela versatilidade com seu sistema de luzes, a qualidade de construção e o som bem equalizado, mas infelizmente é muito difícil recomendar o produto para quem gosta de curtir músicas nas suas festinhas particulares ou mesmo no dia a dia, uma vez que ele custa muito mais do que produtos similares pelo simples fato de ter o sistema de iluminação.

É claro que este é o diferencial deste modelo e isto tem um custo, porém é um luxo que acaba custando caro e que acrescenta alguns ônus ao produto. A JBL Pulse 4 é pesada, tem bateria com duração questionável (uma vez que ao manter as luzes ativadas, a autonomia não se compara a de outros produtos), não tem viva-voz e não entrega uma qualidade de som impecável.

A duração de bateria é facilmente prolongada ao desativar o sistema de luzes, mas você vai pagar por este luxo na compra do produto. Assim, se você quer simplesmente um produto para apreciar suas músicas, nós recomendamos a JBL Charge 4 ou um dos modelos citados neste review.

Agora, se dinheiro não é um problema para você e as luzes são fundamentais para suas festas, então a JBL Pulse 4 é a melhor opção disponível e certamente vão deixar suas visitas impressionadas!

Gostou da JBL Pulse 4? Então, aproveite que nós separamos uma oferta com preço especial:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos