Mercado fechará em 2 h 50 min
  • BOVESPA

    103.463,19
    +2.688,62 (+2,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.513,28
    +506,12 (+1,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,82
    +1,25 (+1,91%)
     
  • OURO

    1.768,00
    -16,30 (-0,91%)
     
  • BTC-USD

    56.669,14
    -2.258,27 (-3,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.446,63
    +7,75 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.565,15
    +52,11 (+1,15%)
     
  • DOW JONES

    34.566,66
    +544,62 (+1,60%)
     
  • FTSE

    7.135,00
    -33,68 (-0,47%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.879,25
    +9,50 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3707
    -0,0761 (-1,18%)
     

Review Forza Horizon 5 | Mais liberdade e sem freio

·8 min de leitura

Depois de uma temporada nas quatro estações de Londres, o festival mais rápido do mundo dos games chegou ao ensolarado México. Em Forza Horizon 5, a Playground Games traz uma nova experiência para quem gosta de queimar borracha no PC e no Xbox.

O Canaltech já teve a oportunidade de testar o novo game no Xbox Series S, através de uma cópia digital cedida gentilmente pela Xbox Brasil. O jogo chega em 9 de novembro no PC, Xbox One, Xbox Series X|S e também no Game Pass.

Claro que nós vamos deixar você sentar no nosso banco do carona e saber tudo sobre Forza Horizon 5, para que, no final do percurso, você decida se vai assumir o volante ou esperar mais um pouco.

Melhor que lava rápido Hot Wheels

Os gráficos do novo game conseguiram superar os de Forza Horizon 4, algo que parecia impossível. Como este é um jogo de carros, claro que as grandes estrelas tinham que ser impecáveis, e nesse aspecto a Playground conseguiu ser muito acima da média em seus mais de 500 veículos disponíveis.

Das rodovias às pistas fora de estrada, é possível ver o reflexo de cada detalhe na lataria e nas janelas, cada gotícula de chuva e cada grão de poeira. Um exemplo bem claro é quando se escolhe um SUV com um grande vidro traseiro, que reflete tudo o que vai ficando para trás e faz até esquecer que é preciso olhar para frente.

(Imagem: Divulgação/Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)
(Imagem: Divulgação/Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)

Porém, esse grande aspecto não se reproduz nas traseiras. Não é possível ver seu carro refletido na lataria da frente e nem ver a cor de quem vem por trás. Isso gera uma sensação estranha, mas que não afeta diretamente a experiência.

Na visão em primeira pessoa, os detalhes do painel do carro também são extremamente detalhados, simulando com perfeição o interior dos grandes carros. Na oficina, é possível ver ainda mais aspectos, como os detalhes da borracha, gravações nos escapamentos e muitos pequenos detalhes que talvez nem todos os jogadores reparem, mas que quando são percebidos mostram o nível de dedicação da Playground.

A iluminação “natural” também é impecável. Andar no jogo enquanto é dia deixa tudo muito brilhante e com uma qualidade de detalhes estonteante. Já à noite, os tons mais escuros contrastam perfeitamente com as poucas iluminações, sejam os faróis de carros, a lua entre as árvores ou os postes das ruas.

(Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)
(Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)

Onde roda a roda

Tudo no México de Horizon é muito vivo. Há diversos carros e motos estacionados pelo mapa e até algumas pessoas. Como o game não é um GTA, elas sempre ficam em lugares protegidos (como varandas), para que ninguém possa atropelá-las.

Nas ruas e avenidas há um fluxo baixo de veículos. Isso é bom nos momentos em que você só quer pisar fundo, mas perde um pouco da sensação de que se está em um país tão populoso quanto o México. Nesse mesmo contexto, ainda tiveram diversos trechos em que carros desapareceram e apareceram (e eu bati neles) do nada. Isso é algo que poderá ser corrigido no lançamento, mas se não for, será frustrante de se lidar.

Fofoca? (Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)
Fofoca? (Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)

O mapa é provavelmente o maior de toda a franquia. Com 578 estradas para serem descobertas (contra 531 do Forza Horizon 4), há algo para se fazer em cada esquina, das placas de recompensas até as corridas.

Corra atrás dos seus objetivos

Outros pontos importantíssimos de Horizon 5 (e óbvios) são as corridas, façanhas e desafios. Para avançar no festival e desbloquear ainda mais disputas, é preciso correr e ganhar. Nesse aspecto, o novo Forza faz uma espécie de divisão de palcos, como festivais de música, em que o jogador pode escolher a ordem de quais tipos de corridas irá desbloquear.

No começo, ele induz a desbloquear um nível de cada (são quatro ou três em cada palco), mas posteriormente você tem liberdade de fazer só corridas em estrada, depois só trilhas noturnas. É o jogador que escolhe o que preferir.

(Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)
(Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)

Depois de certo tempo, tudo parece ficar meio igual. As corridas acabam tendo uma sensação de "eu já passei por aqui antes", os saltos são quase sempre para cair no meio da selva e assim por diante. A graça para eliminar isso é inovar nos carros, para obter resultados diferentes e bater os recordes.

Quilômetros rodados

Como sempre, são oferecidos três carros no começo do game, mas só dá para escolher um (sim, quase um Pokémon automotivo). São eles: o GR Supra da Toyota, o Bronco da Ford e o Corvette Stingray Coupé da Chevrolet.

De certa forma, essa escolha interfere no nível do desafio. O carro da Toyota é o menos potente e trará as primeiras corridas mais leves. Já o da Ford oferece uma experiência mais balanceada e o da Chevrolet é mais recomendável para os veteranos.

Quando dizem que são mais de 500 carros, são de todos os tipos (Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)
Quando dizem que são mais de 500 carros, são de todos os tipos (Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)

É possível mudar entre as 9 dificuldades do game, e o próprio jogo recomenda quando você deve baixá-la ou diminuí-la baseado nas suas derrotas e vitórias. Mas há uma bonificação para os mais ousados: quanto mais nível, mais experiência se ganha.

Inclusive, este parece um dos Forza Horizon mais recompensadores, de modo que as corridas e desafios bonifiquem com muito XP e CR (moeda interna) e o nível suba cada vez mais, de maneira que seja possível adquirir novos carros.

(Imagem: Divulgação/Xbox)
(Imagem: Divulgação/Xbox)

O vidro da TV

As informações da tela do novo jogo também estão com um aproveitamento muito melhor. O velocímetro e o mini mapa estão maiores e mais limpos, deixando algo mais harmônico e fácil de interpretar.

Os menus seguem a mudança, ocupando mais espaço na tela e aliviando a sensação de poluição visual e ficando muito mais fácil de encontrar eventos, mudar para a aba de carros e outras interações do local.

Corridas

De forma bem generalista, Forza Horizon 5 conta com muitas, muitas corridas mesmo. Como dito antes, elas variam conforme o estilo, o que é uma das partes divertidas do game. Por conta disso, e somado ao fato que a potência dos carros dos desafiantes é próxima ao que foi escolhido por você, é possível usar dezenas de veículos diferentes para fazer todas as atividades, o que deixa o gameplay menos enjoativo.

Um fator recorrente e um pouco incômodo é o desbalanceamento em algumas disputas. Tiveram momentos em que o primeiro colocado fazia jus a sua posição e ficava muito longe, deixando a competição para o segundo colocado em diante. Senti um fator um pouco aleatório, já que não aconteceu quando repeti o trajeto. Mais uma vez, isso pode ser corrigido até a estreia.

Não está todo Nicolas Cagezinho

Uma novidade que parecia grande, mas na prática não muda nada, é que o protagonista agora fala. Não é possível escolher os diálogos nas interações com os demais personagens do jogo, porém, eles não ficam mais no vácuo. As frases são meio clichês (tanto em português quanto em inglês), rendendo algumas bobeiras um pouco constrangedoras como "eles vão comer poeira". Porém, como os diálogos só aparecem em cutscenes, não chega a ser algo irritante.

Para não dizer que tudo é perfeito, os menus e telas de carregamento acabaram sofrendo um pouco com tanta qualidade gráfica, em especial o modo foto. Em FH4, muitos menus já demoram um pouquinho para abrir, mas no 5 é muito anticlimático fazer qualquer ação do tipo. Pode ser que este aspecto esteja melhor no Xbox Series X, que tem um poder de processamento melhor do que o do Series S, ou em um PC com configurações elevadas.

Quase conectado

Por conta do acesso antecipado ao jogo antes do lançamento global, não conseguimos testar os recursos online por completo. Até a publicação deste Review, pudemos experimentar rapidamente rachas com outros jogadores e eventos colaborativos de desafios (saltos de pontos de perigos e coleta de placas). Tudo funcionou bem, mas o servidor ficou ligado por apenas algumas horas. Por isso, vamos atualizar este texto após o lançamento do game com as impressões completas sobre o multiplayer.

Forza Horizon 5 vale a pena?

Se você é fã da franquia, com certeza vai gostar do novo game. Ele é maior e mais divertido do que os antecessores; e incrivelmente mais bonito. Agora, se você gosta de jogos de corrida no geral, mas nunca jogou nenhum Forza, esta será uma grande experiência. A quantidade de atividades e a liberdade de poder fazer o que quiser pode assustar um pouco no começo, mas logo você se sentirá em casa.

Se for fã de carros e quer ter uma breve ideia de como é pilotar as máquinas mais potentes do mundo, Forza Horizon 5 também é para você. Porém, vale a pena considerar aproveitá-lo por meio de uma assinatura do Game Pass, para que você curta essa viagem sem tanto compromisso.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos