Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    59.797,50
    -1.205,77 (-1,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Review FIFA 22 | Evolução é tímida na jogabilidade, mas se mostra suficiente

·11 minuto de leitura

Sempre quando vamos analisar uma franquia anual de esportes, existe a dúvida e as infames brincadeiras de que nada mais se trata de um jogo requentado e com perfumarias inclusas, com os gamers geralmente ainda mais enervados por terem que pagar valores cheios por tal "atrevimento" das publishers e desenvolvedoras — ainda mais quando se trata da EA Sports. Mas, para quem joga FIFA e tantos outros games, as diferenças de fato são sensíveis e fazem a diferença ano após ano.

Em FIFA 22, a EA trabalhou para corrigir as falhas do jogo antecessor e fez polimentos importantes na jogabilidade e na ambientação. Mas, mesmo com melhorias tímidas, o game parece ter ganhado uma nova vida e mostra que seguirá dominando o segmento de jogos de futebol com alguma folga, ainda mais depois das mudanças drásticas efetuadas por seu concorrente.

Além do maior cuidado com a jogabilidade, a EA também se preocupou com um dos modos de jogo mais criticados nos últimos anos: o Carreira. Por aqui, a empresa tratou de mudar completamente o panorama e incluiu situações onde precisamos fazer a gestão de um clube de futebol desde a sua criação, mas sem deixar de pensar no aspecto esportivo. Para quem gosta, é um verdadeiro deleite.

O Canaltech teve acesso antecipado a FIFA 22 em sua versão finalizada e conta a seguir toda a experiência com o jogo, desde o já mencionado modo Carreira, até o VOLTA Football e demais itens. Será que o meme do Scooby-Doo ou do Homem-Aranha vão fazer sentido dessa vez? Confira!

(Imagem: Reprodução/Hanna-Barbera)
(Imagem: Reprodução/Hanna-Barbera)

Jogo vivo

A EA Sports não trocou a engine de FIFA 22, mas trouxe tecnologias inéditas para seu primeiro jogo criado para a nova geração de consoles. A principal delas é o Hypermotion, um software de captura de movimentos que, segundo a empresa, daria mais vida ao game e melhoraria um dos pontos críticos da franquia: as animações e mecânicas de colisão e dribles. Dito e feito.

Com poucos minutos, percebe-se que FIFA 22 está mais vivo do que nunca, com os jogadores tendo mais vontade própria e realizando movimentos mais realistas, mesmo sem participar efetivamente da jogada. Em determinados momentos, nos sentimos mesmo em uma partida real de futebol, com o curioso fato de que essa tecnologia também agregou à inteligência artificial novas possibilidades para a criação de jogadas. Ou seja: não foi apenas perfumaria. Ao todo, o game recebe mais 4 mil novas animações para ações de defesa, ataque, condução de bola e dribles, fruto de mais de 8,7 milhões de capturas.

(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)

Essas mudanças também podem ser sentidas em alguns comandos com os jogadores, como os passes em profundidade e, sobretudo, nas arrancadas, um dos pontos de maior mudança no jogo. Como as movimentações estão mais realistas, a necessidade de acertar um passe com mais precisão é maior. Portanto, não foram raras as vezes em que os jogadores chegaram a tropeçar na bola ao receber um passe em profundidade, ou até mesmo com muita força.

Já nas arrancadas, ao utilizar o analógico direito e engatilhar uma corrida mais forte com seu jogador, o ganho de espaço é ainda maior, mas precisa ser bem calculado, já que os zagueiros também estão com uma menor defasagem na velocidade quando comparamos com os atacantes. Por aqui, quem costuma "apelar" com jogadores velozes o tempo todo terá uma surpresa bem desagradável.

O que melhorou, de fato, na jogabilidade?

Com as sensíveis mudanças trazidas pela Hypermotion, FIFA 22 pode ser considerado uma versão aperfeiçoada do seu antecessor. Apesar de algumas críticas, o jogo sempre foi sinônimo de simulador, ou seja, o foco aqui é mais voltado ao realismo do que propriamente à diversão. Mas, claro, é perfeitamente possível ter os dois mundos nesse game, principalmente quando você detecta as melhorias sutis na jogabilidade.

Defesa está mais bem postada em FIFA 22 (Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)
Defesa está mais bem postada em FIFA 22 (Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)

Além das movimentações, é possível notar que o posicionamento defensivo está mais organizado e com menos falhas do que vimos em FIFA 21. Se você organizar bem sua equipe e traçar uma estratégia mais defensiva, seu oponente terá muito mais dificuldade de penetrar em sua zaga, tornando o jogo ainda mais equilibrado.

Outro ponto que merece atenção quando pensamos em defesa é o goleiro, que está muito, mas muito melhor do que em FIFA 21 e FIFA 20, por exemplo. Em determinadas situações, como chutes cruzados, está bem mais complicado de vencer o arqueiro. A menos que seu chute beire a perfeição, ele vai defender esse arremate. Os guarda-metas também estão mais arrojados e, em lances de saída do gol, bloqueiam os chutes com mais eficiência.

Já no campo ofensivo, a EA fez uma inclusão interessante e que vai dar ainda mais opções aos jogadores na hora de se planejar para os confrontos. Agora é possível determinar o tipo de "chegada" que seu time terá ao ataque. Se você prefere um jogo mais cadenciado ou veloz, basta escolher nas opções de montagem da equipe antes das partidas. Com isso, será fácil de notar se um jogo fica mais acelerado ou não. Tudo está ao seu controle.

Carreira de respeito

O modo de jogo que talvez tenha passado pela maior mudança foi o Carreira. Duramente criticado em outras edições do jogo, esse segmento de FIFA 22 agora está mais completo do que nunca, dando aos jogadores a chance de acampar por aqui durante o ano inteiro, sem se interessar pelos modos online. Isso será possível porque a EA acrescentou a possibilidade da criação de um time por completo, inteiramente do zero, para a disputa dos campeonatos.

(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)

Você pode escolher o nome, cores, uniformes, estádios e até a liga que vai participar. Portanto, se o seu desejo for de ter um time na quarta divisão inglesa e ir subindo até chegar à Premier League (a primeira divisão), é perfeitamente possível — mas não quer dizer que será fácil. Isso porque também temos que escolher o potencial da equipe e seus "privilégios", ou seja, o poderio financeiro e de exposição também pode ser escolhido. Portanto, o jogador se sentirá à vontade para ser um time de um magnata do petróleo ou uma equipe do subúrbio de Londres.

(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)

Além disso, a dificuldade de se jogar contra a inteligência artificial (IA) está mais "correta". O nível "ultimate" segue presente e apresenta um desafio quase que insuperável para jogadores mais casuais, mas se você escolher o Lendário, que antigamente era a porção mais complicada, o desafio será bastante interessante. E para tornar as coisas ainda mais complexas, a EA adicionou um "subnível" chamado de Modo Competitivo, que dá ao computador a capacidade de emular o estilo de jogo de gamers profissionais e outros players pelo mundo, sempre se adaptando ao seu próprio estilo de enfrentamento.

Você também pode jogar o modo Carreira com o seu avatar, escolhendo vivenciar uma trajetória como jogador e não manager. Para isso, a EA trouxe uma árvore de habilidades que pode ser preenchida à medida em que você evolui nos treinos e jogos. E por falar em treinos, agora eles estão mais completos e ajudam a evoluir seus jogadores enquanto técnico, incluindo a possibilidade de ensinar determinados craques a mudarem de posição durante os campeonatos, como acontece na vida real, por exemplo.

(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)

Resumidamente, o modo Carreira está mais equilibrado, recheado e com nível de desafio para todos os gostos. Nas horas em que jogamos esse opção, não detectamos bugs ou funcionamento equivocado das partidas, algo que era recorrente em FIFA 21. Isso, claro, pode mudar com o passar do tempo e das atualizações que a EA pode fazer no game.

Conteúdo de sobra

Um dos motivos pelos quais a franquia FIFA segue dominante no universo dos jogos de futebol é por conta de seu conteúdo e diferentes modos de jogo. Por aqui, as mudanças foram sutis, mas que tornaram a experiência ainda mais agradável e atraente para os jogadores. Seja no Pro Clubs ou no Fifa Ultimate Team, a estadia em FIFA 22 pode ser bem pegajosa.

Mulheres no Pro Clubs

A principal mudança no Pro Clubs foi a inclusão das mulheres dentro do modo. Agora você pode ter um avatar feminino e desenvolvê-la do mesmo modo que o masculino, sem diferenças na jogabilidade. Com isso, será normal ver equipes mescladas nos jogos e campeonatos. A comunidade deste setor de FIFA 22 é uma das mais engajadas em toda a indústria dos games e certamente verá com bons olhos essa melhoria.

VOLTA Football

Também temos mudanças que foram bem-vindas ao modo VOLTA Football. Dessa vez, não há mais uma "história" a ser seguida e você pode cuidar do seu time e avatar com mais "liberdade". O foco, agora, é em simplesmente dominar as ruas e quadras pelo mundo em confrontos 3x3, 4x4 e 5x5, sempre com regras a serem determinadas antes das partidas. Com vitórias e derrotas, você ganha pontos para evoluir seu jogador e personalizá-lo conforme seu estilo de jogo e vestimenta.

(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)

Além disso, antes mesmo de iniciar as partidas freestyle, é possível dar ao seu avatar habilidades especiais, sempre voltadas a um determinado estilo de jogo. Se você gosta de atuar mais como atacante, basta escolher a opção "Bomba". Mas se a preocupação for a defesa, opte pela habilidade "Dividida Agressiva" que, como o próprio nome diz, vai te deixar mais forte para impedir o avanço dos adversários.

Infelizmente, durante o período em que jogamos, não encontramos jogadores online para testar os demais modos do VOLTA, como o Arcade, mas atualizaremos essa análise assim que os servidores estiverem cheios.

Fifa Ultimate Team

As mudanças no FUT, o modo online mais jogado em FIFA, foram sutis, mas importantes. A progressão está mais equilibrada e o ganho de pontuação e recursos para a mudança do time e seu desenvolvimento acontece semanalmente. Além disso, a EA parece ter dado um boost nas cartinhas que você ganha sem gastar dinheiro de verdade, o que será bem-vindo, convenhamos. O FUT Champions, por sua vez, conta com um novo formato, agora com Mata-matas e Finais, com acesso garantido ao ganhar Pontos de Classificação do Champions no Division Rivals, durante seis semanas.

O mais belo de todos

Além das melhorias no campo de jogo e nos modos, FIFA 22 é o mais belo jogo de futebol em todos os tempos. Além do desenvolvimento com mais tempo para os consoles novos, a EA utilizou a tecnologia Hypermotion para dar mais vida aos jogadores virtuais, com movimentações e animações praticamente perfeitas, além dos detalhes na pele e cabelos, algo que melhorou demais com relação ao jogo anterior.

A ambientação também nunca foi tão boa, sobretudo quando abordamos o clima, que ainda não é dinâmico, mas que afeta mais o desempenho do time nas partidas. O som da torcida no estádio e os gritos de guerra acalentam os corações dos amantes de futebol que ficaram muito tempo sem poder assistir a um jogo por conta da pandemia de COVID-19.

Outra melhoria técnica importante foi nos menus, que agora estão mais rápidos e completos, principalmente nos jogos, que agora contam com mais informações sobre o que aconteceu na partida, com mapas de calor, número de passes e chances criadas e até mesmo de posse de bola segmentada por período da partida.

(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)

O que faltou e o que pode melhorar?

Por mais que FIFA 22 seja um jogo completo, as mudanças foram sutis demais para que possamos considerar um jogo novo e isso é sim um problema. Essa fórmula vencedora que foi implementada em FIFA 09 segue praticamente intacta, mas ainda carece de ajustes, sobretudo quando comparamos com jogos de outras modalidades e esportes, como NBA 2K e Formula 1. Esse é o problema de se ter um game franqueado anual.

Também foi senti a ausência de um "modo história", que fora muito elogiado em edições anteriores. Mesmo com o pequeno prelúdio ao ligarmos o jogo, um conteúdo desse porte é sempre bem-vindo. O "filminho" de início, aliás, foi bem feito e trouxe participações de estrelas como Thierry Henry, Eric Cantona e David Beckham.

(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Captura de Tela/Felipe Ribeiro/Canaltech)

FIFA 22 vale a pena?

Sim, vale a pena. FIFA 22 segue soberano entre os jogos de futebol e traz aos jogadores uma verdadeira experiência futebolística, capaz de agradar desde os mais fanáticos até os mais casuais. Os gráficos estão impecáveis e a jogabilidade, mesmo com melhorias sutis, está interessante. Em termos de conteúdo, principalmente no modo Carreira, o game nunca esteve tão completo e amigável. Apenas sentimos falta de um modo história, que poderia atrair outros jogadores.

FIFA 22 chega para PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Nintendo Switch, Xbox One, Xbox Series X e Series S em 1 de outubro. Quem fez a pré-venda, pode jogá-lo desde 27 de setembro.

No Canaltech, FIFA 22 foi avaliado graças a uma cópia digital para Xbox Series X gentilmente cedida pela Electronic Arts.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos