Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,61 (-0,70%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    35.286,86
    -3.055,46 (-7,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Review Bumble | App consegue superar o Tinder na hora do flerte online?

·6 min de leitura

O Bumble provavelmente não é o aplicativo de paquera que vem logo de cara na sua memória, mas é inegável que o programa vem crescendo nos últimos meses, ganhando usuários e deixando muitos com a mesma pergunta: vale a pena usar o Bumble? É exatamente isso que o Canaltech responde nos próximos parágrafos.

Tivemos acesso a 30 dias de uso da versão premium para testar o app sem qualquer restrição e logo de cara é possível dizer que o Bumble sai na frente de alguns rivais por permitir a criação de perfis muito mais completos e ter mais recursos de comunicação. Confira agora a nossa opinião completa sobre o aplicativo.

Visão geral

Nossos testes com o Bumble não deixaram muita vontade de seguir na ativa em aplicativos concorrentes. Na hora de criar o perfil já é possível notar as diferenças positivas deste app, com diversos filtros disponíveis para complementar sua página ali sem muito trabalho extra.

Mesmo na versão gratuita, o programa sempre ofereceu uma experiência qualificada. Sem dúvida, um dos principais motivos para isso não está relacionado ao fato de que são as mulheres que devem iniciar a conversa após um match, mas sim por conta das opções de personalização e filtragem.

Sem pagar nada, os usuários do Bumble já podem escolher até dois filtros avançados que vão impactar nos perfis exibidos no aplicativo. Por exemplo, você pode determinar que apareçam apenas pessoas que não bebem e não fumam, ou até mesmo escolher uma filtragem de acordo com preferências políticas — algo que, atualmente, pode ser essencial para algumas pessoas.

Mulheres puxam a conversa depois de um match no Bumble (Imagem: Captura de tela/Canaltech)
Mulheres puxam a conversa depois de um match no Bumble (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Usar certos filtros deixa a experiência mais confortável e aprimora a busca por perfis que despertam o interesse do usuário, seja por possuir um estilo de vida parecido com o seu ou por escolhas semelhantes sobre determinados assuntos. O mesmo vale para a configuração que permite que os usuários compartilhem seus principais interesses, que envolvem categorias como criatividade, esportes, lazer, entretenimento e mais.

Estes recursos poupam o tempo e a paciência de quem está buscando alguém que seja minimamente compatível com seus interesses. Isso vai no caminho oposto de outros aplicativos, que não possuem filtros aprimorados, e deixa a experiência um bocado mais desgastante.

Chat de alto nível

Conversar via mensagens diretas no Bumble vai na contramão da maioria dos aplicativos de paquera porque o sistema de bate-papo no app é completo. Você consegue enviar fotos e vídeos, realizar videochamadas (para o caso de você ainda não estar saturado deste recurso), enviar GIFs e até mesmo brincar com um joguinho de perguntas e respostas.

Para além disso, há dois recursos que se destacaram mais durante nossos testes: a possibilidade de enviar mensagens de voz e a opção para citar mensagens na hora de responder — tal qual Telegram, Messenger e WhatsApp já fazem.

Esse combo faz com que o chat do app de paquera seja realmente útil e o suficiente para trocar ideia com seus matches sem ter que necessariamente levar a conversa para outro mensageiro.

As opções do Bumble Premium

Os principais recursos do pacote pago incluem curtidas ilimitadas, mais filtros avançados, modo viagem, extensões ilimitadas, reconecte-se ilimitado (você pode voltar a um perfil dispensado e repensar sua decisão) e ver uma lista com todo mundo que curtiu você no app.

Aqui, destacamos duas funcionalidades do Bumble Premium que deixaram a experiência no aplicativo um pouco mais… Divertida. A primeira (e principal, talvez) é a lista de curtida, que mostra quem deu like em você em uma aba exclusiva.

Bumble permite a você deixar bem claro aquilo que busca (Imagem: Captura de tela/Canaltech)
Bumble permite a você deixar bem claro aquilo que busca (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Além de ser uma boa ferramenta de filtragem, ela também “denuncia” aqueles conhecidos que possuem interesse em você. Se não fosse por isso, talvez você jamais teria descoberto se tal colega deu like no seu perfil ou não (a única maneira de saber isso, claro, seria com um match).

Essa lista de curtidas acaba despertando mais curiosidade do que o interesse nos matches em si. Ao mesmo tempo, dependendo do seu sucesso em arrecadar likes, ela passa a ser mais usada do que a aba geral que mostra os perfis de todo mundo, afinal ali o match é garantido.

Modo viagem e reconecte-se

O Modo Viagem do Bumble Premium permite que você mude a localização do seu perfil, temporariamente, para qualquer lugar que desejar. Uma das escolhas de “destino” durante nossos testes foi Los Angeles, nos Estados Unidos, apenas pelo humor e pela curiosidade de ver o estilo de vida dos perfis de lá: produtores de cinema, skatistas bronzeados e por aí vai.

Não deu muita vontade de dar like em alguém porque contatos à distância são complexos, mas para quem está buscando um amor estrangeiro ou planejando uma viagem (para fora do Brasil ou não) e já quer chegar no destino com alguns matches engatilhados, a funcionalidade certamente será bem útil.

Por fim, vale destacar a função de reconecte-se ilimitada, que permite retomar um match perdido após não iniciar a conversa. Isso pode ser útil para quem esquece de abrir o aplicativo ou simplesmente prolongou o início do papo (lembrando que você tem apenas 24 horas para começar uma conversa após um match).

Vale a pena pagar o Bumble Premium?

Como mencionamos anteriormente, mesmo a versão gratuita do Bumble é capaz de oferecer recursos muito superiores aos dos concorrentes. Mas e quanto à versão paga, será que vale a pena? A resposta curta é: não.

O tempo com o Bumble Premium permite afirmar que os preços salgadíssimos dos pacotes pagos simplesmente não se justificam, especialmente porque a experiência grátis já é excelente. Claro, a decisão de investimento é pessoal e a escolha depende completamente de você, mas nossa análise nesse sentido é de que o valor alto não compensa.

Para se ter uma ideia, os preços do app são os seguintes: R$ 42,90 por uma semana (mais caro do que a maioria dos serviços de streaming, por exemplo); R$ 84,90 para assinatura mensal; R$ 199,90 para o pacote trimestral; R$ 599,90 para acesso vitalício.

Apesar de ter extras úteis e completos, como lista de curtidas, modo viagem e reconecte-se ilimitado, as assinaturas acabam não justificando o preço que cobram. Parece algo que não compensa o pagamento nem mesmo se você tiver muito dinheiro sobrando — mas, vale reforçar, esta é uma escolha completamente pessoal e que depende completamente do que você está buscando no aplicativo.

Respondendo à pergunta que dá título a esta análise: sim, o Bumble consegue superar o Tinder e terminar o Premium deixa saudade do acesso irrestrito à lista de curtidas e aos outros "mimos" pagos — mas aí é preciso avaliar se a sua curiosidade vale R$ 85 por mês ou o pagamento único de R$ 600.

Texto por Bruna Penilhas e Douglas Ciriaco

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos