Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.526,74
    -3.259,69 (-2,94%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.041,37
    -256,83 (-0,49%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,68
    -0,74 (-0,89%)
     
  • OURO

    1.784,60
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    62.694,48
    -3.177,90 (-4,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.487,22
    -47,42 (-3,09%)
     
  • S&P500

    4.549,78
    +13,59 (+0,30%)
     
  • DOW JONES

    35.603,08
    -6,26 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.190,30
    -32,80 (-0,45%)
     
  • HANG SENG

    26.017,53
    -118,49 (-0,45%)
     
  • NIKKEI

    28.708,58
    -546,97 (-1,87%)
     
  • NASDAQ

    15.474,50
    +97,00 (+0,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5702
    +0,0506 (+0,78%)
     

Reunião entre ministros de França e GB é cancelada após crise dos submarinos

·1 minuto de leitura
(Arquivo) A ministra da Defesa da França, Florence Parly (AFP/Ludovic MARIN)

A reunião marcada para esta semana em Londres entre a ministra da Defesa francesa, Florence Parly, e seu colega britânico, Ben Wallace, foi cancelada, a pedido do Executivo da França, informou uma fonte do ministério francês à AFP neste domingo.

O cancelamento acontece em meio à crise entre França, Estados Unidos, Austrália e Reino Unido, depois que os três últimos anunciaram esta semana a aliança militar Aukus, que significou a perda de um importante contrato militar para a venda de submarinos franceses ao Exército australiano.

Em 2016, a França assinou um contrato de 65 bilhões de dólares para a venda à Austrália de 12 submarinos franceses movidos a diesel. Mas após a assinatura da Aukus, Canberra rompeu o acordo e substituirá os submarinos franceses por navios americanos de propulsão nuclear.

Uma fonte do Ministério da Defesa britânico não confirmou nem desmentiu o cancelamento da reunião. "O Reino Unido continua conversando com a França sobre essas reuniões. Seguimos mantendo uma relação de defesa estreita e frutífera com a França, que continua sendo um aliado de confiança", declarou a fonte britânica.

A crise dos submarinos causou uma tempestade diplomática e a França decidiu chamar seus embaixadores em Washington e Canberra para consultas.

dab-dla/or/eb/mr/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos