Mercado abrirá em 2 h 52 min
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,04
    -0,48 (-0,55%)
     
  • OURO

    1.714,50
    -16,00 (-0,92%)
     
  • BTC-USD

    20.130,00
    +195,46 (+0,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    455,95
    +10,52 (+2,36%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    6.984,76
    -101,70 (-1,44%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.522,00
    -118,75 (-1,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1227
    -0,0452 (-0,87%)
     

Retorno do turismo tailandês sustenta rali do baht ante ao dólar

(Bloomberg) -- Perspectivas otimistas para o crescimento econômico da Tailândia levaram o baht tailandês a uma rápida recuperação nas últimas semanas, de forma que seu desempenho já atingiu as metas dos analistas para o final do ano.

A moeda saltou 2,3%, para cerca de US$ 35,45 neste mês, liderando as moedas asiáticas com uma ampla margem. Além do aumento das previsões de chegada de turistas, o avanço também está sendo impulsionado por uma redução do déficit em conta corrente devido à queda dos preços do petróleo.

O aumento significa que o baht já atingiu o nível de US$ 35,20 estimado para o quarto trimestre de 2022 por analistas consultados pela Bloomberg. Os ganhos rápidos também alimentam o questionamento se o dólar atingiu seu pico, à medida que analistas começam a ponderar sobre o momento certo de retornar aos mercados emergentes, que viram saídas de capital conforme os EUA embarcavam em aumentos agressivos da taxa de juros.

“Esperamos mais altas do baht tailandês, embora estejamos receosos com a manutenção dos níveis atuais, dada a alta acentuada nas últimas semanas”, disse Mitul Kotecha, chefe de estratégia de mercado emergente da TD Securities em Singapura. A recuperação da moeda foi impulsionada por uma combinação de fraqueza do dólar, mudança de políticas do banco central tailandês, sinais de recuperação no turismo e dados econômicos mais fortes, disse ele.

Movimentos no baht nesta segunda-feira destacaram como ele ainda está vulnerável às incertezas econômicas globais. A moeda caiu 0,5% durante o dia, a maior queda em mais de três semanas, após a China cortar as principais taxas de juros e um relatório mostrar que o crescimento econômico foi mais fraco do que os economistas haviam estimado.

O PIB da Tailândia de abril a junho subiu 2,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, abaixo da estimativa mediana de expansão de 3,1% em uma pesquisa da Bloomberg.

No início deste mês, um porta-voz do governo disse que a nação espera atrair 10 milhões de turistas internacionais neste ano, em comparação à previsão de 6,1 milhões em abril. É esperado um aumento dos visitantes para 30 milhões no ano que vem, um número ainda tímido para os 40 milhões que viajaram ao país no ano anterior à pandemia de Covid-19.

Essa recuperação é importante para a Tailândia, considerando que o setor relacionado a viagens representava cerca de um quinto da economia do país antes da pandemia.

A decisão do governo de rebaixar a Covid-19 para a mesma categoria da gripe, neste mês, é outro fator positivo, pois sugere que as perspectivas de saúde pública do país estão se estabilizando.

Enquanto isso, o primeiro aumento de juros do Banco da Tailândia em mais de três anos, na semana passada, não conseguiu impulsionar o baht, já que os formuladores de políticas sinalizaram que seus movimentos futuros serão graduais, em um momento em que o Federal Reserve dos EUA está avançando com grandes aumentos da taxa de juros. A moeda caiu logo após a notícia, antes de terminar o dia um pouco mais forte.

O Oversea-Chinese Banking Corp. adverte sobre a baixa do dólar ante ao baht “quando um ritmo rápido de recuperação ainda não foi confirmado e o banco central tailandês está atrasado em termos de aperto monetário”, de acordo com Frances Cheung, estrategista de taxas do banco em Singapura.

Ainda assim, sinais positivos, como melhores dados econômicos, levaram alguns analistas a prever um pouco mais de espaço para o baht subir após os ganhos recentes.

Estrategistas do Malayan Banking Bhd, incluindo Saktiandi Supaat, esperam que o baht suba para US$ 34,80 no primeiro trimestre de 2023. Qi Gao, estrategista do Scotiabank FX, espera que a moeda tailandesa flutue em uma faixa entre 35 e 36 dólares, com a possibilidade de atingir números ainda mais baixos daqui para frente.

O Goldman Sachs mantém sua perspectiva otimista sobre o baht e espera que ele supere as moedas asiáticas não japonesas no segundo semestre do ano, escreveu o estrategista Kamakshya Trivedi em 5 de agosto. Ele citou a recuperação do turismo, queda nos preços do petróleo e custos de frete mais baixos.

Título em inglês:

Tourists Pouring Back Into Thailand Underpin Outperforming Baht

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.