Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.880,82
    +1.174,82 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.219,26
    +389,96 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,55
    +0,18 (+0,28%)
     
  • OURO

    1.846,10
    +8,00 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    45.731,67
    -974,56 (-2,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,33
    +39,77 (+2,93%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,73 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,87 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,47 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.398,50
    +11,50 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4042
    +0,0002 (+0,00%)
     

Retorno de equipes pode acelerar em setembro, diz CEO do BofA

Lananh Nguyen e David Westin
·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Os escritórios do Bank of America podem começar a ter um ambiente de maior normalidade a partir de setembro.

O banco tem incentivado funcionários a se vacinarem e permitido que algumas unidades reabram se metade da equipe estiver imunizada, disse o CEO Brian Moynihan em entrevista à Bloomberg Television. A reunião presencial é importante para o aprendizado da força de trabalho e camaradagem, e também ajuda a apoiar as economias das cidades, afirmou.

“Somos uma empresa que trabalha nos escritórios porque a produtividade, a cultura e a orientação que podem ocorrer são simplesmente melhores”, especialmente para iniciantes, disse Moynihan. “Minha grande expectativa é que, depois do ‘Labor Day', voltaremos em direção à normalidade, entre agora e até lá será de forma parcial”, disse, em referência ao feriado nos Estados Unidos de 6 de setembro.

Os funcionários poderiam ter mais flexibilidade, potencialmente escolhendo entre se deslocar para escritórios locais ou unidades centrais.

“Precisamos pensar em nossa configuração imobiliária e reformulá-la”, disse Moynihan. “Há dez anos, tínhamos 12 milhões de metros quadrados de imóveis para o Bank of America. Hoje, temos cerca de 6,5 milhões. Podemos simplesmente continuar a tornar esse espaço mais eficiente.”

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.