Mercado fechará em 3 h 35 min

Retorno do coronavírus à China poderá afetar exportação de carne brasileira

MAURO ZAFALON

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O retorno do novo coronavírus a Pequim fez as autoridades chinesas adotarem medidas que poderão afetar as exportações brasileiras de carnes para a China.

O vírus teria passado por uma mutação na Europa e chegado à China no salmão. Por isso, os chineses estão acelerando a inspeção de alimentos frescos e de carnes congeladas.

Com essas exigências, os importadores terão de fazer testes em amostras de carne no desembarque, o que torna incertas as importações.

Até que as coisas fiquem mais claras, os importadores chineses estão solicitando um retardamento nos embarques brasileiros, segundo alertou comunicado da Embaixada do Brasil em Pequim.