Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,42
    -0,55 (-0,76%)
     
  • OURO

    1.749,30
    -2,10 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    47.107,95
    -884,14 (-1,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.175,47
    -50,06 (-4,08%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.103,69
    -817,07 (-3,28%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.264,50
    -61,50 (-0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1871
    -0,0123 (-0,20%)
     

Retorno ao escritório aumenta no centro financeiro de Londres

·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Mais pessoas estão de volta às suas mesas na cidade de Londres do que em qualquer momento desde que a pandemia forçou o governo a impor um lockdown, há 18 meses.

No distrito financeiro, mais da metade dos funcionários estava de volta aos escritórios na quinta-feira, de acordo com dados compilados pelo Google, que rastreia a localização de seus usuários.

O número de pessoas que retorna aos escritórios tem aumentado gradualmente nos últimos meses, mas o início do período letivo agora está acelerando o processo. Muitos empregadores pressionam os funcionários a trabalhar presencialmente pelo menos alguns dias por semana.

O retorno de funcionários impulsionou a economia local, com bares, cafeterias e restaurantes parecendo mais cheios na semana passada desde que a pandemia começou. O trânsito e o uso de transporte público também cresceram acentuadamente.

O maior distrito financeiro de Londres esvaziou-se em março do ano passado por conta da disseminação da Covid-19. A maioria dos 540.000 trabalhadores da Square Mile foram obrigados a trabalhar em casa.

O número de trabalhadores retornando à cidade de Londres ainda está defasado em relação a outras áreas, mostram os dados. Os funcionários que retornaram a escritórios nas principais cidades do Reino Unido subiram na semana passada para 90% dos níveis anteriores à Covid, ante 58% na semana anterior, de acordo a Metrikus, que instala sensores em prédios de escritórios para medir taxas de ocupação.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos