Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.399,91
    +2.506,59 (+2,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.895,63
    +1.116,76 (+2,67%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,19
    -0,36 (-0,81%)
     
  • OURO

    1.815,90
    -3,00 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    18.788,39
    -61,99 (-0,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    369,10
    -10,76 (-2,83%)
     
  • S&P500

    3.662,45
    +40,82 (+1,13%)
     
  • DOW JONES

    29.823,92
    +185,28 (+0,63%)
     
  • FTSE

    6.384,73
    +118,54 (+1,89%)
     
  • HANG SENG

    26.567,68
    +226,19 (+0,86%)
     
  • NIKKEI

    26.790,80
    +3,26 (+0,01%)
     
  • NASDAQ

    12.430,75
    -21,50 (-0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3038
    -0,0032 (-0,05%)
     

Retomada em ‘V’ do mercado puxou lucro da Localiza no 3º trimestre

Daniela Braun
·2 minuto de leitura

Empresa teve resultado positivo 60% maior do que no mesmo período do ano passado A retomada em V do mercado de locação e o aumento da receita com as vendas de seminovos colaboraram com os resultados da Localiza no terceiro trimestre, informou o diretor financeiro da empresa, Maurício Teixeira, em teleconferência com analistas nesta quarta-feira. O lucro líquido da Localiza no terceiro trimestre avançou 59% para R$ 325,5 milhões, em relação ao resultado de R$ 204,7 milhões registrado no mesmo período do ano passado. A receita líquida de vendas de seminovos cresceu 29,6% em relação ao mesmo período de 2019, para R$ 2,04 bilhões, e a de aluguel teve alta de 2%, para R$ 1,02 bilhão. “Tivemos um vento a favor com a depreciação de veículos caindo e a margem de seminovos em um patamar alto”, por conta da alta de preços de veículos, refletindo o câmbio, diz Teixeira. “A expectativa para o quatro trimestre é de retomada da demanda do aluguel para o segmento de pessoa física, que foi o que mais sofreu na crise”, informa Nora Lanari, diretora de relações com investidores da Localiza. “Observamos uma demanda maior no aluguel mensal como opção do consumidor ao transporte privado”, disse Lanari. “Para o quarto trimestre há expectativa de aumento no segmento de aluguel diário, especialmente no turismo doméstico”. As vendas de seminovos foram destaque no período. A Localiza vendeu 45.536 carros no 3º trimestre, alta de 23,7% em relação as 36.804 veículos comercializados no mesmo período de 2019, informa diretora de relações com investidores. Apesar do aumento na demanda por locação e venda de seminovos no terceiro trimestre, a Localiza sentiu os reflexos da paralisação do setor automotivo durante a pandemia. Reprodução/Facebook/@localizahertz “A Localiza já tem cronograma de novas entregas fechado com montadoras para o quarto trimestre, mas indústria leva um tempo para ajustar cadeia produtiva”, disse Teixeira. A previsão segundo ele é de que o ritmo seja retomado no primeiro trimestre de 2021. Segundo Teixeira, o aumento no valor dos veículos zero, que refletiu a alta do dólar, represada pela indústria automotiva no ano passado, ajudou a manter elevada a margem de receita na venda de seminovos. Com a demanda aquecida, Teixeira prevê que os preços dos veículos continuem em alta nos próximos trimestres. A Localiza destacou também o lançamento do Meoo, serviço de aluguel por assinatura de longo prazo, como uma de suas apostas na retomada do mercado para a pessoa física. O serviço lançado em setembro já está disponível em todo país.