Mercado fechará em 4 h 35 min

Resultados positivos de testes de covid têm alta de 17% no Brasil

No mês de outubro, o percentual de testes positivos para a covid-19 saltou de 3% para 17% na rede privada de saúde. Segundo especialistas, a alta pode ser interpretada como um forte indício de uma nova onda do coronavírus SARS-CoV-2 no Brasil, como já acontece na Ásia, na Europa e nos Estados Unidos.

O aumento nos resultados positivos dos testes da covid-19 foi identificado pelo levantamento do Instituto Todos pela Saúde (ITpS). O projeto reúne exames feitos pelos laboratórios Dasa, DB Molecular e HLAGyn e, desde março de 2021, já contabilizou 595 mil testes da rede privada de saúde.

Em paralelo, a taxa de transmissão da covid-19 (Rt) também cresceu nas últimas duas semanas e, pela primeira vez desde a última onda, volta a se aproximar de 1. No momento, é estimada em 0,91.

Estados com alta de casos da covid no Brasil

Resultados positivos em testes da covid-19 aumentam no Brasil e podem indicar chegada de nova onda do vírus (Imagem: Gpointstudio/Envato)
Resultados positivos em testes da covid-19 aumentam no Brasil e podem indicar chegada de nova onda do vírus (Imagem: Gpointstudio/Envato)

Entre os dias 22 e 29 de outubro, o levantamento identificou três estados com a maior alta de casos da covid:

  • Mato Grosso: porcentual de resultados positivos passou de 3% para 18% (seis vezes maior);

  • São Paulo: de 10% para 19% (quase duas vezes);

  • Rio de Janeiro: de 15% para 26%.

Segundo o levantamento, nos demais estados acompanhados, a busca por testes ainda é baixa. Isso impede uma análise detalhada e precisa do cenário epidemiológico da covid.

Quais variantes são mais identificadas?

Além de acompanhar a alta de casos da covid, o estudo observa quais variantes estão mais presentes nas amostras analisas. Segundo o ITpS, as cepas BA.4 e BA.5 da Ômicron foram identificadas em 93,5% das amostras positivas da última semana.

Ambas as sublinhagens da Ômicron dominam o cenário epidemiológico brasileiro desde o início de junho. Naquele momento, substituíram a BA.2, que foi a última e principal variante a circular pelo país neste ano.

Vale voltar a usar máscaras em locais fechados?

Diante do atual cenário e da perspectiva de aumento de casos para as próximas semanas, usar máscaras em ambientes fechados volta a ser uma boa estratégia de proteção individual, especialmente para indivíduos que estão em grupo de riscos. Tomar a quarta dose da vacina pode trazer benefícios.

“É importante observar que o aumento de casos não levará necessariamente a um crescimento de hospitalizações, uma vez que boa parte da população está vacinada. Não é esperado que tenhamos o impacto das ondas anteriores. Mas recomendamos o uso de máscaras em locais com aglomeração”, orienta o pesquisador científico Marcelo Bragatte, do ITpS, em comunicado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: