Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.371,48
    -690,52 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.092,31
    +224,69 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,79
    +0,36 (+0,59%)
     
  • OURO

    1.784,10
    +2,10 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    51.890,80
    -3.202,55 (-5,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.194,54
    -48,51 (-3,90%)
     
  • S&P500

    4.134,98
    -38,44 (-0,92%)
     
  • DOW JONES

    33.815,90
    -321,41 (-0,94%)
     
  • FTSE

    6.938,24
    +42,95 (+0,62%)
     
  • HANG SENG

    28.755,34
    +133,42 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.188,17
    +679,62 (+2,38%)
     
  • NASDAQ

    13.755,00
    +4,75 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5422
    -0,1598 (-2,38%)
     

Restrições pelo coronavírus pesam mais do que o estimado sobre o PIB da zona do euro no 4º tri

·1 minuto de leitura

BRUXELAS (Reuters) - A economia da zona do euro contraiu mais do que o estimado anteriormente nos últimos três meses de 2020 em relação ao trimestre anterior, mostraram dados revisados nesta terça-feira, uma vez que o consumo das famílias caiu devido aos lockdowns pela Covid-19.

A agência de estatísticas da União Europeia disse que o Produto Interno Bruto nos 19 países que usam o euro caiu 0,7% na comparação trimestral, mais do que a estimativa inicial de 0,6%. Isso representa uma queda anual de 4,9%, menos do que a estimativa anterior de 5,0%.

O principal peso veio do consumo das famílias, que subtraiu 1,6 ponto percentual do resultado trimestral final e 4,1 ponto do número anual.

O aumento dos estoques somou 0,6 ponto no dado final trimestral, os gastos do governo acrescentaram mais 0,1 ponto e o investimento, 0,3 ponto. Mas a balança comercial deu contribuição negativa de 0,1 ponto.

Os lockdowns pela pandemia, que fecharam economias no bloco desde outubro, também afetaram os empregos, com o crescimento do emprego desacelerando a 0,3% na comparação trimestral, de expansão de 1,0% nos três meses anteriores.

(Reportagem de Jan Strupczewski)