Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.259,75
    -657,98 (-0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,53 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    39,78
    -0,86 (-2,12%)
     
  • OURO

    1.903,40
    -1,20 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    12.958,54
    +61,95 (+0,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,05
    -1,40 (-0,54%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,09 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.860,28
    +74,63 (+1,29%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,65 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.516,59
    +42,32 (+0,18%)
     
  • NASDAQ

    11.669,25
    +19,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6639
    +0,0538 (+0,81%)
     

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 1,14 bilhão

Kelly Oliveira – Repórter da Agência Brasil
·2 minutos de leitura

O Tesouro Direto registrou mais resgates do que investimentos em agosto. Foram realizadas 419.578 operações de investimento em títulos do Tesouro Direto, no valor total de R$ 2,22 bilhões. Os resgates chegaram a R$ 3,36 bilhões, sendo R$ 1,39 bilhão referente ao pagamento de juros semestrais. Dessa forma, houve resgate líquido de R$ 1,14 bilhão.

As aplicações de até R$ 1 mil representaram 66,48% das operações de investimento no mês. O valor médio por operação foi de R$ 5.295,77.

Os títulos mais demandados pelos investidores no mês foram os indexados à taxa Selic (Tesouro Selic) que totalizaram R$ 825,05 milhões, representando 37,13% das vendas. Os títulos indexados à inflação (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais) somaram, em vendas, R$ 865,32 milhões e corresponderam a 38,94% do total, enquanto os títulos prefixados (Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais) totalizaram R$ 420,19 milhões em vendas, ou 23,93% do total.

Nas recompras (resgates antecipados), também predominaram os títulos indexados à taxa Selic, que somaram R$ 1,11 bilhão (56,62%). Os títulos remunerados por índices de preços (Tesouro IPCA+, Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais e Tesouro IGP-M+ com Juros Semestrais) totalizaram R$ 597,45 milhões (30,36%), os prefixados, R$ 256,28 milhões (13,02%).

Quanto ao prazo, a maior parcela de vendas se concentrou nos títulos com vencimento entre 1 e 5 anos, que alcançaram 41,87% do total. As aplicações em títulos com vencimento acima de 10 anos representaram 28,93%, enquanto os títulos com vencimento de 5 a 10 anos corresponderam a 29,2% do total.

Investidores ativos

O total de investidores ativos no Tesouro Direto, isto é, aqueles que atualmente estão com saldo em aplicações no programa, atingiu a marca de 1.344.655 pessoas em agosto de 2020, aumento de 19.740 investidores no mês. Já o número de investidores cadastrados no programa cresceu em 315.683, ou 4,06% na comparação com julho de 2020, atingindo 8.096.273 pessoas.

Estoque

Em agosto de 2020, o estoque do programa fechou em R$ 61,23 bilhões, queda de 1,2% em relação ao mês anterior (R$ 61,98 bilhões). Os títulos remunerados por índices de preços se mantêm como os mais representativos do estoque somando R$ 29,55 bilhões, ou 48,27% do total. Na sequência, vêm os títulos indexados à taxa Selic, totalizando R$ 19,9 bilhões (32,5%), e os títulos prefixados, que somaram R$ 11,78 bilhões, com 19,24% do total.

Quanto ao perfil de vencimento dos títulos em estoque, a parcela com vencimento em até 1 ano fechou o mês em R$ 3,76 bilhões, ou 6,15% do total. A parcela do estoque vincendo de 1 a 5 anos foi de R$ 36,52 bilhões (59,64%) e o percentual acima de 5 anos somou R$ 20,95 bilhões (34,21%).