Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.279,07
    -56,02 (-0,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

Resgate de "dinheiro esquecido" em bancos atrasou; veja como será a liberação

Nesta sexta-feira (2), a segunda fase do resgate de valores "esquecidos" em bancos e instituições financeiras completa quatro meses de atraso. Os saques, que fazem parte do Sistema de Valores a Receber (SVR), ainda não possuem um novo prazo para começar. Segundo o Banco Central, a etapa não foi realizada em maio devido a uma greve dos servidores do BC. No entanto, mesmo após o retorno em 5 de julho, o serviço não foi retomado.

O portal Valores a Receber está com as consultas suspensas para "aprimoramento" e promete que em breve será anunciada a data de reabertura das consultas e resgates. Serão também divulgadas informações sobre os valores de pessoas falecidas. Conforme o aviso no site, neste meio tempo, o Banco Central está trabalhando em melhorias do SVR e na inclusão de novos valores.

Mas o que a segunda fase promete? Confira, a seguir.

Como será a segunda fase do "dinheiro esquecido"?

(Imagem: Reprodução/Freepik)
(Imagem: Reprodução/Freepik)

A próxima fase deverá permitir novas categorias de saques, são elas:

  • Tarifas cobradas indevidamente;

  • Parcelas ou obrigações relativas a empréstimos cobradas indevidamente;

  • Contas de pagamento pré-pagas e pós-pagas encerradas com saldo disponível;

  • Contas de registro mantidas por sociedades corretoras de títulos e valores imobiliários e por sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários para registro de operações de clientes encerradas com saldo disponível;

  • Entidades em liquidação extrajudicial;

  • Fundo Garantidor de Crédito (FGC);

  • Fundo Garantidor de Cooperativismo de Crédito (FGCoop).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: