Mercado abrirá em 6 h 57 min
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    -0,47 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.751,20
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    45.800,47
    -2.249,40 (-4,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.145,31
    -80,22 (-6,55%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.118,35
    -802,41 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.241,00
    -85,00 (-0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1896
    -0,0098 (-0,16%)
     

Resetar o PC várias vezes seguidas estraga a máquina? Entenda

·4 minuto de leitura

A tecnologia evolui rapidamente, e prova disso é que em um intervalo de pouco mais de dez anos já foram desenvolvidos celulares dobráveis, computadores capazes de reproduzir o comportamento da luz em tempo real e a quase onipresença de Inteligência Artificial. Ainda assim, determinadas limitações persistem com o tempo, e é necessário tomar certos cuidados para que as máquinas que utilizamos mantenham-se saudáveis durante o maior tempo possível.

O processo de resetar o computador é um dos que requerem atenção. A prática é segura se realizada repetidamente? O desktop ou notebook pode sofrer algum dano? O Canaltech reuniu os detalhes mais importantes para se prestar atenção e, para começar, vamos definir os diferentes processos de se resetar um PC.

Soft Reset x Hard Reset x Factory Reset

Existem três termos comuns relacionados a resetar o PC que representam processos diferentes. O primeiro deles é o Soft Reset, que nada mais é do que reiniciar o computador, seguindo os processos corretos — acessar o menu de energia do sistema, clicar em "reiniciar" e então aguardar pelo ciclo de reinicialização da máquina.

Há ainda o Hard Reset, que pode se aplicar tanto para forçar a reinicialização ao pressionar o botão de energia do computador por um determinado período, ou ainda desligá-lo abruptamente da tomada, dependendo dos recursos e do formato do aparelho — remover um notebook da tomada, por exemplo, não causa o reinício, exceto se sua bateria estiver sem energia.

O Soft Reset e o Hard Reset estão relacionados com o processo de reiniciar o computador, enquanto o Factory Reset trata de formatar o equipamento (Imagem: Alienware/Unsplash)
O Soft Reset e o Hard Reset estão relacionados com o processo de reiniciar o computador, enquanto o Factory Reset trata de formatar o equipamento (Imagem: Alienware/Unsplash)

Por fim, o Factory Reset é o termo relacionado à formatação do computador, ou seja, restaurar as configurações de fábrica, apagando todos os dados inseridos pelo usuário e reaplicando os arquivos, programas e informações que a fabricante havia colocado no dispositivo durante a produção. É importante ressaltar que, em alguns contextos, Hard Reset também pode estar se referindo ao Factory Reset, sendo isso mais comum em smartphones.

Com isso esclarecido, é hora de avaliar os riscos de cada um.

Reiniciar muitas vezes causa problemas?

Realizar o Soft Reset com frequência não causa problemas e, na verdade, é uma prática incentivada — reiniciar o sistema limpa arquivos temporários e também reinicia alguns processos, o que pode resolver eventuais erros e falhas. Deixar o computador ligado por muitos dias, sem desligá-lo ou reiniciá-lo, pode ocasionar o mau funcionamento de alguns programas, outro motivo pelo qual o Soft Reset frequente é uma ação bem-vinda.

O Soft Reset não causa problemas e sua prática frequente é recomendada (Imagem: Windows/Unsplash)
O Soft Reset não causa problemas e sua prática frequente é recomendada (Imagem: Windows/Unsplash)

A situação é mais complexa com o Hard Reset: em se tratando do método atrelado a pressionar e segurar o botão de energia por alguns segundos, a recomendação é que essa reinicialização forçada seja feita apenas em casos necessários, como quando o sistema operacional deixa de responder.

Realizar o procedimento com a máquina funcionando normalmente pode causar perdas de arquivos importantes e, por vezes, cruciais para o funcionamento da máquina, já que o aparelho não esperava pelo Hard Reset e poderia estar acessando ou mesmo modificando algum arquivo. Componentes modernos contam com medidas de segurança para a perda de arquivos importantes, mas a prevenção sempre é válida.

O Hard Reset às vezes se mostra necessário, mas a recomendação é evitá-lo (Imagem: Kelly Sikkema/Unsplash)
O Hard Reset às vezes se mostra necessário, mas a recomendação é evitá-lo (Imagem: Kelly Sikkema/Unsplash)

Fora isso, no caso de se pressionar o botão de energia repetidas vezes em um curto espaço de tempo, ou remover a tomada muitas vezes com o dispositivo ligado, problemas podem surgir, especialmente se o sistema elétrico não for suficientemente robusto.

Elementos como os capacitores, que servem justamente para impedir que variações intensas na corrente elétrica afetem componentes do computador, armazenando uma pequena quantidade de energia, estão suscetíveis a danos.

Formatar muitas vezes causa problemas?

No geral, o Factory Reset não causa problemas e também pode ter efeitos positivos em computadores que estejam armazenando um grande número de arquivos, ou que estejam operando há muito tempo sem uma limpeza aprofundada do armazenamento, sendo a necessidade de reinstalar programas e recuperar arquivos do backup a única inconveniência de maior impacto em um curto prazo.

Aplicar um Factory Reset com frequência não é um problema, mas é necessário ficar de olho na vida útil do SSD (Imagem: Reprodução/VCG)
Aplicar um Factory Reset com frequência não é um problema, mas é necessário ficar de olho na vida útil do SSD (Imagem: Reprodução/VCG)

Dito isso, é necessário ficar de olho em componentes mais sensíveis, especialmente se o seu dispositivo conta com SSDs: esse tipo de armazenamento possui um ciclo estimado de vida útil de escrita, geralmente medido em Terabytes Written (TBW), ou Terabytes Escritos em tradução literal. Modelos modernos costumam apresentar um TBW que varia de 150 a 300 TB nos modelos mais simples, a depender da capacidade.

Na prática, considerando o uso leve de usuários comuns, a expectativa de vida costuma passar dos 10 anos de uso, mas acessá-lo com frequência pode acelerar o desgaste das células de memória. Apesar disso, se a frequência com que você formata o computador não é muito alta, é mais provável que o componente seja substituído antes de realmente apresentar problemas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos