Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.412,52
    +1.744,87 (+1,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.808,18
    -424,02 (-0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,65
    +1,22 (+1,43%)
     
  • OURO

    1.842,10
    +29,70 (+1,64%)
     
  • BTC-USD

    41.856,92
    +211,57 (+0,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    995,44
    +0,70 (+0,07%)
     
  • S&P500

    4.570,53
    -6,58 (-0,14%)
     
  • DOW JONES

    35.254,12
    -114,35 (-0,32%)
     
  • FTSE

    7.589,66
    +26,11 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    24.127,85
    +15,07 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    27.467,23
    -790,02 (-2,80%)
     
  • NASDAQ

    15.260,25
    +54,25 (+0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2005
    -0,1066 (-1,69%)
     

Reservas da Royal Caribbean sofrem impacto com temores da variante Ômicrom

·1 min de leitura

(Reuters) - A Royal Caribbean disse nesta quinta-feira que está enfrentando queda nas reservas e aumento nos cancelamentos por causa dos casos crescentes de Covid-19 nos Estados Unidos, impulsionados pela variante Omicron.

Os navios de cruzeiro dos EUA têm retornado gradualmente aos mares desde o fim de junho, mas um aumento nos casos da Ômicron gerou pedidos de proibição temporária dos cruzeiros.

Desde que a Royal Caribbean retomou as operações nos portos norte-americanos em junho, os navios de cruzeiro da empresa transportaram 1,1 milhão de passageiros, tendo 1.745 pessoas com teste positivo para Covid-19 e 41 hospitalizadas.

"Nossa contagem de casos disparou, mas o nível de gravidade é significativamente mais brando", disse o médico-chefe da Royal Caribbean, Calvin Johnson.

A empresa disse que as taxas de ocupação para viagens no primeiro semestre de 2022 seguem abaixo dos níveis históricos, mas que a queda não foi tão severa como durante a onda variante Delta, no início do ano.

Recentemente, alguns navios de cruzeiro tiveram que adiar o desembarque de passageiros devido a casos confirmados de Covid-19 a bordo, ou para embarcar mais trabalhadores como medida de precaução.

A Royal Caribbean disse que está tendo interrupções em alguns destinos e que cancelou ou "modificou significativamente" resrvas em 331 destinos.

A empresa também disse que as interrupções provocadas pela Omicron e seu impacto na disponibilidade de mão de obra estão prejudicando sua capacidade de oferecer alguns serviços a bordo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos