Mercado fechará em 5 h 10 min
  • BOVESPA

    111.946,53
    +68,00 (+0,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.674,83
    +779,20 (+1,82%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,36
    +0,08 (+0,18%)
     
  • OURO

    1.842,30
    +12,10 (+0,66%)
     
  • BTC-USD

    19.306,59
    +357,34 (+1,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,32
    +14,41 (+3,95%)
     
  • S&P500

    3.669,01
    +6,56 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    29.883,79
    +59,87 (+0,20%)
     
  • FTSE

    6.476,55
    +13,16 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.728,50
    +195,92 (+0,74%)
     
  • NIKKEI

    26.809,37
    +8,39 (+0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.476,50
    +22,25 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2890
    -0,0308 (-0,49%)
     

Reputação de fabricantes de vacinas está em jogo, segundo Glaxo

Thomas Mulier e Thomas Buckley
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Farmacêuticas têm muito a perder caso alguma das vacinas em desenvolvimento contra a Covid-19 falhar, segundo Emma Walmsley, CEO da GlaxoSmithKline.

O compromisso do setor ajudará a garantir que as vacinas que chegarem ao mercado sejam seguras após um ciclo de desenvolvimento de um ano, que é uma fração do tempo normal necessário, disse a diretora-presidente da maior fabricante de vacinas do mundo.

“O mundo vai pagar um preço muito alto, não apenas pela Covid, mas, além disso, se quebrarmos a confiança na qualidade da vacinação”, disse em entrevista à Bloomberg TV.

A corrida para desenvolver vacinas e tratamentos para a Covid deve acelerar permanentemente a descoberta de medicamentos, disse Walmsley. Os avanços no processamento de dados genéticos e genômicos, bem como nos desenvolvimentos em inteligência artificial e aprendizado de máquina, têm uma “oportunidade real, real durante a próxima década de melhorar a produtividade da pesquisa e desenvolvimento e ciência em meu setor de forma incrível”, disse a executiva.

Walmsley também disse que a pandemia mobilizou o mundo para encontrar soluções mais rápidas. Empresas como a GlaxoSmithKline trabalham em conjunto com reguladores para acelerar a distribuição de vacinas sem comprometer a segurança.

Ainda assim, mais vacinas são necessárias para oferecer segurança ao mundo inteiro contra a Covid. Vacinas como a da Pfizer, que precisam ser mantidas a -70 graus Celsius, não são adequadas para algumas partes do mundo em desenvolvimento, disse Walmsley.

A Glaxo, que é especialista nas chamadas substâncias adjuvantes que são adicionadas às vacinas para aumentar sua eficácia, desenvolve uma vacina contra a Covid com a Sanofi. A vacina experimental entrou na fase de testes em humanos em setembro.

Walmsley disse anteriormente que as condições de saúde humana e planetária estão inextricavelmente ligadas, pois algumas doenças respiratórias são sintomáticas da poluição ou mudança climática. Para lidar com ambas as preocupações, a GlaxoSmithKline anunciou no início do mês que está comprometida com um impacto líquido zero no clima e com um impacto líquido positivo na natureza até 2030. A empresa também divulgará metas internas sendo estabelecidas sobre igualdade racial, afirmou.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.