Mercado abrirá em 3 h 53 min

Representatividade: fãs pedem que Dominique Jackson seja Tempestade nos cinemas

Nathan Vieira

Enquanto os fãs de X-Men aguardam ansiosamente por um novo longa-metragem, uma atriz ganhou as atenções desse público, que chegou a criar uma petição para que os responsáveis pela próxima adaptação cinematográfica dos mutantes a escalem no elenco. Trata-se de Dominique Jackson, uma das estrelas da série Pose, da FX.

Pose retrata a vida da comunidade LGBT+ na Nova Iorque dos anos 1990. Na produção, Dominique dá vida à Elektra, uma artista que se destaca nos bailes (balls, na versão original) e é a matriarca de uma das chamadas houses, onde um grupo de pessoas da comunidade passa a morar junto e competir como uma equipe nessas competições. A série conquistou o público, principalmente, por trazer mulheres trans no elenco para interpretarem essas personagens.

O abaixo-assinado para que Dominique interprete Tempestade na próxima versão cinematográfica de X-Men foi criado pelos fãs no portal Change e já coletou mais de 16 mil assinaturas. “Marvel, você tem a oportunidade de adicionar a diversidade tão necessária aos filmes. Com a recente fusão entre a 20th Century Fox e a Disney, a franquia X-Men pode ser reiniciada com novos rostos que corrigem a história de racismo e transfobia de Hollywood, dando uma chance aos atores e atrizes negros e trans. Os fãs da Tempestade e dos X-Men finalmente merecem ver uma versão cinematográfica que combine com a forte líder negra que crescemos vendo nos quadrinhos. Não deixe passar, Marvel! Escale Dominique Jackson como Tempestade", aponta a descrição. O assunto tomou conta das redes sociais:


X-Men aborda minoria e preconceito

O texto que acompanha o abaixo-assinado ainda diz o seguinte: "Se há alguém que possa vestir a capa da Tempestade, esse alguém é Jackson. Desde fugir da perseguição como uma mulher trans em seu país natal de Trinidad até ser pioneira e líder da comunidade de salão de baile e LGBT+, Jackson sabe como é ser uma excluída apenas para encontrar força na comunidade. A jornada dela tem todos os ingredientes de uma verdadeira X-Man: compaixão, coragem e liderança".

A petição ainda traz à tona que os mutantes mais famosos dos quadrinhos também sofrem preconceito justamente por fazerem parte de uma minoria (inclusive já falamos disso aqui no Canaltech por meio da matéria X-Men: uma analogia ao preconceito e à intolerância): "Os X-Men sempre representaram grupos marginalizados de pessoas. Pessoas de cor e indivíduos LGBTQ + se sentem oprimidos mais do que nunca na sociedade de hoje. Escolher uma mulher negra trans como personagem icônica alcançaria uma nova demografia, descrevendo a heroína como uma líder forte e sem desculpas que, como o resto de nós, também é humana.

Frente a isso, Dominique utilizou suas redes sociais para agradecer o carinho dos fãs: "Acabei de ver isso e gostaria de agradecer a todos pela confiança que vocês têm em mim e pelo apoio que vocês dão! Não é nem sobre a Marvel ver isso, mas apenas saber que você é valorizada é o que é importante e faz com que todos nós nos sintamos humanos e respeitados como parte da comunidade e da sociedade! Por isso, eu os imploro, à medida que vocês me elevam e me fortalecem, assim como vocês devem elevar e fortalecer aqueles ao redor que se preocupam todos os dias se esse pode ser o último. Obrigada a todos os que fizeram o meu dia. Sempre olhei para Tempestade como uma representação de mim mesma", escreveu a atriz.


Fonte: Canaltech