Renda pessoal nos EUA sobe 2,6% em dezembro

A renda pessoal dos consumidores nos EUA deu um salto de 2,6% em dezembro ante novembro, a maior alta registrada em oito anos, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Departamento do Comércio. Economistas consultados pela Dow Jones previam um acréscimo bem menor, de 1,0%. O ganho foi impulsionado por um forte aumento na renda de dividendos. Muitas empresas norte-americanas anteciparam para 2012 a distribuição de dividendos para evitar que seus acionistas enfrentassem possíveis altas de impostos neste ano.

Já os gastos pessoais com consumo, que medem as compras de bens como carros, roupas, e alimentos, bem como serviços como saúde e viagens, cresceram 0,2% em dezembro ante o mês anterior, vindo em linha com a expectativa dos analistas. Os gastos dos consumidores respondem por dois terços da demanda na economia dos EUA. Considerando-se a inflação, os gastos pessoais também subiram 0,2% em dezembro, após um avanço de 0,6% em novembro.

Por outro lado, a taxa de poupança subiu para 6,5% em dezembro, o nível mais alto desde maio de 2009. As informações são da Dow Jones.

Carregando...