Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    62.354,37
    +806,24 (+1,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6872
    -0,0339 (-0,50%)
     

Renda básica: empresários querem dar dinheiro de privatizações aos mais pobres

Marcus Couto
·2 minuto de leitura
Projeto busca minimizar disparidades no Brasil. (Foto: AP Photo/Bruna Prado)
Projeto busca minimizar disparidades no Brasil. (Foto: AP Photo/Bruna Prado)
  • Um grupo de empresários se articula para tentar emplacar projetos de renda complementar no Brasil.

  • Esses projetos têm como objetivo minimizar o "abismo" social entre mais ricos e mais pobres.

  • O grupo conta com apoio de Helena Trajano, do Magalu, e Fábio Barbosa, ex-Santander, entre outros.

Um grupo de empresários brasileiro vem se articulando junto ao governo brasileiro para tentar emplacar um novo projeto de renda básica universal que seja capaz de minimizar os impactos da crescente disparidade econômica entre os mais ricos e os mais pobres.

Leia também:

O nome do grupo é “Movimento Convergência Brasil”, foi criado no ano passado, com a participação de 25 empresários e empresárias.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Na lista de nomes de apoiadores estão Luiza Trajano, presidente do conselho do Magazine Luiza, e Fábio Barbosa, ex-presidente do Santander Brasil.

As informações são do Globo.

Segundo Elvaristo Amaral, coordenador do movimento, um dos projetos inclui a criação de um sistema de renda básica complementar permanente aos mais pobres, com verba que viria do dinheiro obtido com a privatização de ativos do governo.

A ideia seria colocar 30% desses recursos num fundo especial administrado pelo BNDES, que faria sua gestão. O cadastro do Bolsa Família ajudaria a guiar o pagamento dessa renda complementar.

Renda Básica Universal

Não é apenas no Brasil que empresários e economistas discutem a possibilidade – e urgência – de mecanismos que sejam capazes de minimizar o crescente abismo social entre mais ricos e mais pobres. Nesse cenário, um sistema de renda básica universal, um dinheiro mínimo pago mensalmente pelo estado à população, seria uma possibilidade, apoiada inclusive por executivos influentes do Vale do Silício.

‘Conflito’

O megainvestidor bilionário Ray Dalio, um dos mais famosos do mundo dos investimentos, soou um alerta para os governantes no futuro próximo: é preciso “consertar” o sistema que atualmente causa o aumento da disparidade econômica no mundo.

Segundo Dalio, que é fundador do maior fundo de investimentos do mundo, se esse problema não for solucionado rapidamente, ele pode resultar em “conflito”.

“Vai precisar haver uma resolução para o sistema funcionar para a maioria das pessoas onde há produtividade”, disse Dalio em entrevista à rede de notícias CNN. “Isso pode ser feito de forma inteligente, ou virá na forma de conflitos maiores.”

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube