Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.362,66
    -3.485,09 (-6,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Renault Kwid será o carro elétrico mais barato do Brasil

·2 min de leitura
Renault Kwid será o carro elétrico mais barato do Brasil
Renault Kwid será o carro elétrico mais barato do Brasil

O CEO global da Renault, Luca de Meo, afirmou nesta quinta-feira (11), durante visita à fábrica da montadora em São José dos Pinhais (PR), que a versão elétrica do Kwid chegará ao Brasil em 2022 e possivelmente será o carro mais barato do país na categoria.

“A intenção é justamente essa [ser o carro elétrico com menor preço no Brasil]. Ainda será um produto caro para boa parte dos brasileiros, mas também será a oportunidade de muitos terem contato com carros elétricos. Também será importante para empresas que buscam reduzir suas emissões como um todo”, disse o executivo, durante entrevista a jornalistas no local.

Leia mais:

No ano que vem, a versão elétrica do Kwid deve disputar o posto de carro mais barato com o JAC e-JS1, atualmente o modelo mais em conta no país, custando em torno de R$ 150 mil. Cabe ainda ressaltar que o foco no lançamento do crossover faz parte de um novo ciclo de investimentos da Renault no Brasil, que inclui o ingresso em categorias mais caras e em modelos eletrificados. Foi por conta disso que a montadora anunciou, em setembro, o fim da produção de modelos de entrada como o Sandero e o Logan.

“Queremos voltar a crescer, mas com uma filosofia diferente de antes. Vamos buscar valor em vez de volume. Claro que não queremos transformar em uma marca de nicho, porque somos uma marca popular por definição. Mas queremos focar em valor agregado e oferecer veículos de nível mais alto”, explicou De Meo.

Luca de Meo, CEO da Renault
Kwid tem tudo para ser o carro elétrico mais barato do Brasil, afirmou Luca de Meo, CEO da Renault (Renault/Divulgação)

Especificações técnicas

O Kwid que chegará ao Brasil, provavelmente, é o Renault City K-ZE, fabricado em parceria com a Dongfeng sob uma variação da plataforma CMF-A — na Europa, o modelo também é conhecido como Dacia Spring Electric.

Com motor de 33 kW, a versão elétrica do Kwid gera uma potência de 44 cv — 26 a menos do que o modelo a gasolina — e entrega 12,75 mkgf de torque. A Renault promete uma autonomia de 230 km em ciclo misto WLTP e 305 km em ciclo urbano, porém, com uma velocidade máxima de 105 km/h. Para carregar a bateria com capacidade de 27,4 kWh em 80%, o motorista precisa de 30 minutos em um carregador de 50 kW. O peso é de 1.045 kg.

Via Quatro Rodas e Exame

Crédito da imagem principal: Renault/Divulgação

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos