Mercado fechará em 1 h 6 min

Renault Kwid E-Tech | Versão elétrica é sucesso e esgota na pré-venda

A Renault deu início às vendas oficiais e entregas do novo Renault Kwid E-Tech, versão 100% elétrica do seu subcompacto. Em dois meses de pré-venda, o modelo zero emissão teve 750 pedidos confirmados e o esgotamento do primeiro lote. Uma nova leva de carros foi confirmada até o final do ano, com o novo preço de R$ 146.990.

Segundo a montadora francesa, todos os pontos de venda da marca estão aptos para vender o Kwid elétrico, com aproximadamente 150 das 250 concessionárias podendo realizar o test-drive do modelo elétrico.

"Queremos que o primeiro carro elétrico que as pessoas testem no Brasil seja um Renault", revela Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil, em evento realizado na manhã desta segunda-feira (5) em São Paulo.

O Kwid E-Tech é boa alternativa ao seu irmão Renault Zoe (ao fundo) (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
O Kwid E-Tech é boa alternativa ao seu irmão Renault Zoe (ao fundo) (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Com pegada mais urbana, o novo Renault Kwid E-Tech é basicamente a versão 100% elétrica do Renault Kwid flex, já testado pelo Canaltech. Mas há, claro, diferenças além da motorização e autonomia, como os seis airbags de série e algumas mudanças visuais internas e externas.

O Kwid E-Tech chega em versão única com motor de 65cv e 11,5 kgf/m de torque. Sua autonomia é de 295km no ciclo WLTP, que privilegia o uso na cidade. Esse número pode ser ainda maior dependendo do modo de condução do motorista, que conta, também, com a regeneração da bateria por meio dos freios.

Torque imediato faz o Kwid elétrico ser extremamente ágil (Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech)
Torque imediato faz o Kwid elétrico ser extremamente ágil (Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech)

E por falar em bateria, a recarga pode ser feita em tomada comum, em Wallbox de corrente alternada (AC) de 7 kW e em carregadores de corrente contínua (DC). Por exemplo, para carregar dos 15% até 80% da carga da bateria em DC são necessários 40 minutos, em um Wallbox de 7kW são 2h54 e em uma tomada doméstica de 220 volts são 8h57.

Custo por quilômetro rodado

Considerando R$ 6,20 o preço médio da gasolina no Brasil, segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), e o valor médio de 1kWh a R$ 0,66, o custo de um quilômetro rodado do Kwid E-Tech é de R$ 0,06. Esse mesmo quilômetro rodado custa R$ 0,41 em um veículo térmico equivalente.

Bem equipado

O Renault Kwid E-Tech traz um bom pacote de equipamentos de série, assim como seu irmão a combustão. O subcompacto vem, de série, com direção elétrica, ar-condicionado, vidros elétricos dianteiros e traseiros, ajuste de altura dos faróis, limitador de velocidade (com acionamento no volante), sistema multimídia Media Evolution e regulagem elétrica dos retrovisores.

Câmbio automático é diferencial do Kwid elétrico em relação ao convencional (Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech)
Câmbio automático é diferencial do Kwid elétrico em relação ao convencional (Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech)

O sistema multimídia Media Evolution vem com uma tela de 7 polegadas, espelhamento de celular compatível com Apple CarPlay e Android Auto, Bluetooth, entradas USB e AUX. O volante traz o botão “push to talk”, que aciona o comando para reconhecimento de voz (via smartphone), permitindo ativar e comandar o assistente iOS ou Google do smartphone.

No campo da segurança, são seis airbags de série, controles de estabilidade e tração, assistente de saída em rampa, sistema ISOFIX para cadeirinhas infantis, freios ABS com BAS (Braking Assist System), câmera de ré e sensores de estacionamento traseiros.

Renault Kwid E-Tech: Preço e disponibilidade

O Renault Kwid E-Tech pode ser encomendado em todo o Brasil por R$ 146.990. O carro elétrico também está disponível pelo Renault On-Demand, serviço de carros por assinatura da Renault, a partir de R$ 3.339 mensais (R$ 2.999 em caso de entrada de três mensalidades).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: