Mercado abrirá em 3 h 9 min
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,11
    +0,67 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.782,80
    +17,10 (+0,97%)
     
  • BTC-USD

    62.221,56
    +468,87 (+0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.452,46
    +0,83 (+0,06%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.203,89
    +0,06 (+0,00%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.327,25
    +36,75 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4123
    +0,0208 (+0,33%)
     

Renault Duster vai ganhar versão híbrida "acessível" em 2024

·2 minuto de leitura

A Dacia, empresa de origem romena que faz parte do grupo Renault e tem como característica produzir os modelos mais acessíveis da linha, quer manter a tradição com a futura Duster. Em entrevista ao Autocar, Julien Ferry, chefe de produto da marca, revelou planos para o SUV da marca.

Segundo ele, o Renault Duster, como é vendido no Brasil, será disponibilizado em uma versão híbrida ao mercado a partir de 2024. O grande ponto dessa transformação, no entanto, está no preço que, de acordo com o executivo, seguirá acessível.

Ferry argumentou que a versão 4x4 de saída do Duster é um dos SUVs com tração nas quatro rodas mais baratos à venda, portanto a marca irá “manter a receita e atualizá-la de acordo com a demanda do cliente”. "Seu papel na empresa é fornecer uma relação preço/recursos muito boa. Temos de nos dirigir a estes clientes que procuram um carro simples que possa sair da estrada", comentou, enfatizando as habilidades off-road do automóvel.

"Renaulution"

Imagem: Divulgação/Dacia
Imagem: Divulgação/Dacia

O executivo da Dacia usou um jogo de palavras para afirmar que a revolução elétrica está enraizada na Renault, que terá no Duster mais um passo da chamada "Renaulution" (a revolução da Renault). Os planos incluem um alinhamento maior da aliança entre Renault, Nissan e Mistsubishi.

Isso abre caminho para que o Duster de próxima geração adote o mesmo trem de força híbrido plug-in que o crossover Renault Captur, de tamanho semelhante, assim como uma versão totalmente elétrica sobre a nova plataforma CMF-BEV do Renault 5, que é voltada para VEs acessíveis nos segmentos A e B.

A arquitetura do CMF-BEV está intimamente relacionada à estrutura convencional do CMF-B. Isso torna viável que os carros possam ser produzidos em cima de uma mesma linha, pois têm dimensões gerais, incluindo entre-eixos, similares. Mais um ponto que pesa a favor da chegada do Duster híbrido e, futuramente, totalmente elétrico.

Ferry destacou ainda o lançamento europeu do novo Spring Electric da Dacia, um dos veículos elétricos mais baratos da região, como um sinal de que a empresa pretende manter a acessibilidade conforme muda para a eletrificação.

A Dacia também expandirá sua oferta de produtos na outra ponta da linha, com o lançamento de seu maior modelo, o robusto SUV Bigster. Ele está programado para chegar em 2025, como rival do Nissan Qashqai e do Volkswagen Tiguan, com versões tradiconais e híbrida, com potencial para uma variante elétrica. É a "Renaulution" abrindo caminho e, quem sabe, dando as caras no mercado brasileiro também.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos