Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.564,44
    +1.852,44 (+1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.399,80
    +71,60 (+0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,11
    -0,52 (-0,79%)
     
  • OURO

    1.785,60
    +1,30 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    57.304,82
    +4.113,40 (+7,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.457,26
    +51,96 (+3,70%)
     
  • S&P500

    4.167,59
    +2,93 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    34.230,34
    +97,31 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.039,30
    +116,13 (+1,68%)
     
  • HANG SENG

    28.417,98
    -139,16 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.812,63
    -241,37 (-0,83%)
     
  • NASDAQ

    13.488,75
    -2,25 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4276
    +0,0007 (+0,01%)
     

Renato Gaúcho no Corinthians? Diretoria se posiciona

Jorge Nicola
·1 minuto de leitura
Renato Gaúcho foi demitido pelo Grêmio nesta quinta-feira após quatro anos e meio (Lucas Uebel/Grêmio)
Renato Gaúcho foi demitido pelo Grêmio nesta quinta-feira após quatro anos e meio (Lucas Uebel/Grêmio)

A saída de Renato Gaúcho do time do Grêmio fez muitos torcedores do Corinthians sonharem com a possibilidade de uma mudança no comando técnico alvinegro, com a saída de Vagner Mancini. O Blog então entrou em contato com um dirigente do departamento de futebol do Corinthians para saber se existe alguma chance.

"Nenhuma", responde o cartola, de forma taxativa. "O Mancini ganha R$ 280 mil por mês no Corinthians, enquanto o Renato Gaúcho tinha um salário de R$ 1 milhão no Grêmio", acrescenta o corintiano, justificando o descarte.

Leia também:

No Parque São Jorge, a avaliação do trabalho de Renato Gaúcho é boa. O grande problema é financeiro. O Corinthians não contratou qualquer jogador desde o início do ano. "E só teremos reforços quando o público puder voltar ao estádio. O Duílio está fazendo tudo para equilibrar as contas", emenda, referindo-se ao presidente alvinegro.

Com o salário de R$ 280 mil mensais, Mancini está entre os técnicos mais baratos dos grandes clubes brasileiros. Crespo e sua comissão técnica custam ao São Paulo R$ 1 milhão por mês. Já Abel Ferreira, sozinho, ganha R$ 800 mil no Palmeiras. 

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola