Mercado abrirá em 19 mins
  • BOVESPA

    106.858,87
    +1.789,18 (+1,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.605,56
    +8,27 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,57
    +2,08 (+2,99%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +2,60 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    51.357,89
    +3.867,72 (+8,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.328,35
    +68,19 (+5,41%)
     
  • S&P500

    4.591,67
    +53,24 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    35.227,03
    +646,95 (+1,87%)
     
  • FTSE

    7.317,69
    +85,41 (+1,18%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    +528,23 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    16.129,50
    +286,75 (+1,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4129
    -0,0107 (-0,17%)
     

Renato Gaúcho expõe limitações na pior fase pelo Flamengo e acentua a pressão pelas Copas

·2 min de leitura


No último sábado, muitos torcedores do Flamengo relembraram o aniversário de dois anos do 5-0 sobre o Grêmio na semifinal da Libertadores. Curiosamente, o técnico do Tricolor à época passou por um novo pesadelo no Maracanã em um dia 23 de outubro, desta vez pelo Rubro-Negro e num clássico, perdido para o Fluminense por 3 a 1, pela 28ª rodada do Brasileiro.

O rendimento do Fla no revés expôs a notória limitação do trabalho em involução de Renato Gaúcho, que não tem se mostrado capaz de lidar com os desfalques, organizar o sistema defensivo e apresentar repertório ofensivo à equipe - contra o Flu, de 16 arremates, só acertou cinco no alvo e não teve uma grande chance criada na área, mesmo tendo 65% de posse de bola, por exemplo.

O terceiro jogo consecutivo sem vitória (empates com Cuiabá e Athletico-PR e derrota para o Fluminense) foi além dos preciosos pontos deixados pelo caminho na briga pelo Brasileiro, já que Portaluppi, em sua pior fase no Flamengo, constatou de perto - e da pior forma - cobranças da torcida por causa de uma nova atuação pobre taticamente, sobretudo.

Fluminense x Flamengo
Fluminense x Flamengo

Flamengo pode ver a distância para o Atlético-MG aumentar para 13 pontos neste domingo (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

Na entrevista coletiva, o próprio Renato adotou uma estratégia que acentuou a pressão pelas conquistas das Copas (do Brasil e Libertadores). A sua fala, escorada em uma narrativa persecutória, também reforçou um carimbo que o assombrou nos tempos recentes de Grêmio, onde não conseguira administrar a disputa por pontos corridos.

- Satisfeito pelos problemas que a gente vem tendo. Desfalques de jogadores na Seleção, no departamento médico. Mesmo assim, o Flamengo em três competições. Está na final da Libertadores, temos 90 minutos para colocar o clube em outra final na quarta-feira e estamos brigando no Brasileiro. Está cada vez mais difícil, mas qual clube joga e vence as três competições? [...] . Quem tudo quer, nada tem. E os outros clubes que estão disputando só o Brasileiro? - questionou o treinador, que, a ver pelas reações nas redes sociais, magnetizou ainda mais lupa sobre si.

> Veja e simule a tabela do Brasileirão

Agora terceiro colocado no Brasileiro, já que ficou estacionado nos 46 pontos e foi ultrapassado pelo Fortaleza (48), o Flamengo vira a chave para receber o Athletico-PR, nesta quarta, às 21h30, pelo duelo de volta das semifinais da Copa do Brasil, no Maracanã - na ida, os times empataram em 2 a 2.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos