Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.564,44
    +1.852,44 (+1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.399,80
    +71,60 (+0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,31
    -0,38 (-0,58%)
     
  • OURO

    1.786,60
    +2,30 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    56.830,50
    +2.472,04 (+4,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.457,30
    +52,00 (+3,70%)
     
  • S&P500

    4.167,59
    +2,93 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    34.230,34
    +97,31 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.039,30
    +116,13 (+1,68%)
     
  • HANG SENG

    28.417,98
    -139,16 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.812,63
    -241,37 (-0,83%)
     
  • NASDAQ

    13.483,50
    -52,50 (-0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4269
    -0,1124 (-1,72%)
     

Renan valoriza reação do Palmeiras após 'pane' no segundo tempo: 'Lutamos até o final'

Nathalia Almeida
·1 minuto de leitura

Ele ainda não tem mesmo status/prestígio de outros jovens da nova geração alviverde como Danilo, Gabriel Menino e Patrick de Paula, mas o potencial de grandeza é gigantesco. E nada melhor que um gol decisivo em Libertadores para conquistar ainda mais espaço no concorrido elenco do Palmeiras: na noite desta quarta-feira (21), o garoto Renan, de apenas 18 anos, foi o 'herói improvável' do Verdão, anotando de cabeça o gol da vitória por 3 a 2 contra o Universitario (PER).

Em rápida entrevista concedida após o encerramento do duelo (via ESPN), o jovem zagueiro admitiu que o time se desconcentrou um pouco com a reviravolta de eventos na etapa final - expulsão de Alan Empereur, gol do Universitario e pênalti para os peruanos em sequência -, mas que o Verdão provou maturidade para colocar a cabeça no lugar e voltar pro jogo.

Renan anotou o gol da vitória do Palmeiras no Peru | Raul Sifuentes/Getty Images
Renan anotou o gol da vitória do Palmeiras no Peru | Raul Sifuentes/Getty Images

"Um jogo muito difícil. Falta de concentração não foi, porém a gente perdeu um jogador e logo em seguida tomou um gol, acho que isso afetou bastante. Porém a gente lutou até o final, concentramos novamente e graças a Deus saímos com a vitória (...) Tomar dois gols assim muito rápido dá um frio na barriga da equipe toda, qualquer equipe desconcentra um pouco, mas o mais importante foi que conseguimos voltar rápido pro jogo", afirmou.

Com a vitória suada, o Palmeiras chegou à sequência de dez partidas de invencibilidade como visitante em Libertadores. Seu último revés fora de casa na competição continental foi na fase de grupos da edição de 2019, quando perdeu por 1 a 0 para o San Lorenzo.