Mercado abrirá em 7 h 30 min

Relembre casos de nuvens de gafanhotos pelo mundo

VOLGOGRAD REGION, RUSSIA - JUNE 9, 2020: Locusts in a field of the Bykovo District. Locusts have invaded 42 thousand hectares of the Volgograd Region in 2020. Dmitry Rogulin/TASS (Photo by Dmitry Rogulin\TASS via Getty Images)

A fronteira entre Brasil e Argentina ficou em alerta nesta terça-feira com a possibilidade de uma nuvem de gafanhotos destruir tudo o que encontrar pela frente.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação monitora essa verdadeira praga bíblica desde 1997 e já contabilizou alguns casos famosos pelo mundo.

Leia também

Em 2004, uma nuvem de gafanhotos chegou ao Cairo, capital do Egito o que fez muita gente lembrar das Dez Pragas do Egito, contada na Bíblia no livro do Êxodo. O caso chamou a atenção porque a peste atingiu a metrópole com quase 15 milhões de habitantes.

Pirâmides de Gizé foram invadidas pelos insetos (Reuters)

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Os gafanhotos dessa invasão ao Cairo já haviam causado estragos na Mauritânia, Mali e Níger.

Recentemente, entre o fim de 2019 e início desde ano, a FAO alertou países do leste da África do que poderia ser as piores infestações dos últimos 70 anos. Quênia, Somália e Etiópia foram os que mais sofreram. Os insetos acabaram com plantações inteiras de milho e feijão.

O órgão da ONU ainda considera a nuvem de gafanhotos uma “ameaça” por lá, já que um novo enxame está se formando. Índia e Paquistão também estão em alerta.

Já em 2004, na turística Ilhas Canárias, que pertencem à Espanha, 100 milhões de insetos causaram um estrago considerável por lá. A nuvem de gafanhotos estava relacionada a uma das piores infestações já ocorridas na África.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.