Mercado abrirá em 56 mins
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,26 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,77 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,43
    -4,66 (-5,06%)
     
  • OURO

    1.790,70
    -24,80 (-1,37%)
     
  • BTC-USD

    24.081,09
    -492,52 (-2,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    571,24
    -0,04 (-0,01%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,35 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.477,69
    -23,20 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.517,25
    -60,50 (-0,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2337
    +0,0302 (+0,58%)
     

Relatório mostra Brasil como "heavy user" de criptomoedas

·2 min de leitura
Criptomoedas são usadas como ferramenta de investimento em países emergentes
Criptomoedas são usadas como ferramenta de investimento em países emergentes
  • Economias emergentes de Índia, China e Brasil se registraram como 'heavy users'

  • Criptomoedas são usadas como uma ferramenta de investimento em países em desenvolvimento

  • Uso de criptomoedas foi mais difundido nos países de língua inglesa, como os EUA

Um relatório da Chainalysis - empresa de análise de dados em blockchain - mostra quais países são os maiores usuários de criptomoedas em todo o mundo, e o Brasil é um deles. Para isso, utiliza como método os valores das transações pelo poder de compra e coloca um foco especial no uso não profissional e peer-to-peer - ou P2P, é um tipo de transação que ocorre diretamente entre os usuários, sem a intermediação de uma terceira parte - para avaliar quais países realmente avançaram no uso de criptomoedas.

Leia também:

Vietnã no topo do ranking

Com alta pontuação no valor geral das transações de criptomoedas, bem como nos pagamentos feitos por indivíduos, o Vietnã lidera com certa folga. Para efeito de comparação, o valor da transação de criptomoeda recebida do país não estava muito abaixo em relação ao da Índia, país muito mais extenso e populoso.

Popular nos países em desenvolvimento

Uma das razões pelas quais as criptomoedas estão se mostrando populares no Vietnã - e em outros países em desenvolvimento, como o Brasil - é que elas são usadas como uma ferramenta de investimento em vez de outras boas opções, de acordo com o relatório. Tentar preservar o valor das economias quando as moedas locais estão oscilando é outro incentivo para investir em criptomoedas, colocando Venezuela, Argentina e Turquia também neste mapa.

Pagamento P2P

Indivíduos em países em desenvolvimento também usam criptomoedas em pagamentos peer-to-peer, mas - neste segmento - são os países africanos, como Nigéria e Quênia, que ocupam uma posição elevada. Afinal, ambos estão na chamada vanguarda da adoção deste método de pagamento, no processo de ultrapassar opções como transferências bancárias e as opções de pagamento digital vinculadas a elas.

Cripto em economias emergentes

Entre os países desenvolvidos, o uso de criptomoedas foi mais difundido nos países de língua inglesa - em primeiro lugar nos Estados Unidos, mas seguido de perto por Reino Unido, Canadá, África do Sul e Austrália. As economias emergentes de Índia, China e Brasil também se registraram como 'heavy users'. No caso do uso intensivo da Rússia e da Ucrânia, Chainalysis os vincula à desconfiança generalizada em relação às instituições e possivelmente à fuga de capitais e à evasão fiscal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos