Mercado fechado

Relator de projeto desmente informação de Bolsonaro: “Vamos contar a história real?”

Presidente Jair Bolsonaro fez um post em que dá os créditos do auxílio emergencial ao governo federal (Foto: Andre Borges/NurPhoto via Getty Images)

O deputado federal Marcelo Aro (Progressistas-MG) desmentiu uma informação postada pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais. Na noite de quinta-feira, o presidente afirmou que o Congresso Nacional apoiou o auxílio emergencial no valor de R$ 500 e que, após estudos do governo federal, o ministério da Economia chegou ao valor de R$ 600, pagos em três parcelas.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Aro, que foi relator do projeto, no entanto, negou o que disse o presidente Jair Bolsonaro. “Presidente, isso não é verdade. Vamos contar a história real?”, questionou. “Seu governo foi contra o meu relatório desde o primeiro momento. Vocês não admitiam um valor acima de R$ 200,00.”

Leia também

Segundo o relato do deputado, o projeto foi construído com o Centrão e com a oposição com um valor de R$ 500. Foi depois disso que o governo Bolsonaro embarcou. “Somente quando viram que o projeto seria aprovado, mesmo com os votos do governo contrários, seu governo sugeriu construir um acordo. Não foi estudo”, declarou Marcelo Aro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

O deputado ainda relevou que o acordo foi feito em um telefonema. Na ligação, ficou decidido que, para o governo não ficar de fora, o auxílio seria de R$ 600. “Essa é a história verdadeira e o senhor sabe disso”, escreveu o relator do projeto.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.