Mercado fechado

Relatório final da CPI da Covid inclui a 'inaceitável gargalhada' de Bolsonaro

·1 min de leitura

BRASÍLIA - O relatório da CPI da Covid entregue por Renan Calheiros (MDB-AL) nesta terça-feira inclui menção à suposta reação de Jair Bolsonaro com uma "gargalhada" às acusações da comissão, descrevendo o fato como um "escárnio".

Na semana passada, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) afirmou que as acusações da CPI contra Bolsonaro são "piada de muito mau gosto" e imitou a risada do pai para mostrar como ele teria reagido aos crimes imputados pelo relatório da comissão.

No texto final, é citada "a reação do Presidente da República descrita pelo Senador Flávio Bolsonaro quando tomou conhecimento do relatório apresentado a esta Comissão por seu relator em 19 de outubro: uma inaceitável gargalhada".

A risada, segundo o texto assinado por Renan Calheiros, seria "símbolo do escárnio do Presidente Jair Bolsonaro em relação ao trabalho desta CPI e às vítimas da Covid e seus familiares".

No texto entregue hoje, Renan acrescentou dez nomes à lista com sugestões de indiciamentos para atender pedidos de alguns de seus aliados. Com isso, o número subiu para 76 pessoas e duas empresas. O relator deixou de fora o governador do Amazonas, Wilson Lima, contrariando o senador Eduardo Braga (MDB-AL).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos