Mercado fechado

Reitor da Universidade de Rosário nega que novo ministro da educação seja doutor pela instituição

Na gestão de Vélez Rodriguez, Carlos Alberto Decotelli foi presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Ao anunciar Carlos Alberto Decotelli da Silva como novo ministro da Educação, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que o professor era “bacharel em Ciências Econômicas pela UERJ, Mestre pela FGV, Doutor pela Universidade de Rosário, Argentina e Pós-Doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha”.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

No entanto, a informação do doutorado na universidade argentina foi negada pelo reitor da instituição. Franco Bartolacci retuitou o post de Bolsonaro e disse que Dacotelli não tem a titulação mencionada pelo presidente brasileiro.

“Nos vemos na necessidade de esclarecer que Carlos Alberto Decotelli da Silva não obteve na Universidade do Rosário a titulação de doutor que se menciona nesse comunicado”, escreveu Bartolacci.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Leia também

Carlos Alberto Decotelli assume o posto no lugar de Abraham Weintraub, que ficou 14 meses à frente do MEC. Agora, ele deve ocupar um cargo como diretor executivo do Banco Mundial.

O novo ministro já ocupou um cargo no ministério, à frente do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação, durante a gestão do ex-ministro Ricardo Vélez Rodríguez.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.