Mercado fechado

Reino Unido teve o maior impacto econômico por Covid no G7 mesmo com diferenças de dados, diz escritório de estatísticas

Andy Bruce
·1 minuto de leitura
Pessoas compram em bancas de mercado em Londres

Por Andy Bruce

LONDRES (Reuters) - O Reino Unido sofreu o pior golpe econômico da pandemia de Covid-19 entre as nações do Grupo dos Sete, mesmo colocando na conta grandes diferenças na forma como os gastos do governo são medidos, sugeriu uma análise feita por estatísticos do país.

Números oficiais haviam mostrado antes que, dentre as nações do G7, o Reino Unido sofreu a maior queda na produção econômica ajustada pela inflação entre o primeiro e o terceiro trimestres de 2020.

No mês passado, o ministro das Finanças britânico, Rishi Sunak, disse que a maneira como o Reino Unido mediu sua produção econômica beneficiou outros países e que o desempenho do país não foi o pior entre seus pares.

Nesta segunda-feira, o Escritório de Estatísticas Nacionais britânico disse que parte da queda no Reino Unido pode de fato ser explicada pela maneira como a produção de serviços governamentais como educação e saúde foi medida e que é difícil fazer comparações internacionais.

"Mas uma abordagem útil é remover as estimativas de volume das despesas de consumo do governo --isso mostra que o Reino Unido ainda experimentou a maior contração, mas que a comparação relativa com o resto do G7 não é tão grande."