Mercado abrirá em 1 h 40 min
  • BOVESPA

    119.297,13
    +485,13 (+0,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.503,71
    +151,51 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,14
    +0,96 (+1,60%)
     
  • OURO

    1.742,20
    -5,40 (-0,31%)
     
  • BTC-USD

    64.433,23
    +1.594,30 (+2,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.389,61
    +95,62 (+7,39%)
     
  • S&P500

    4.141,59
    +13,60 (+0,33%)
     
  • DOW JONES

    33.677,27
    -68,13 (-0,20%)
     
  • FTSE

    6.906,94
    +16,45 (+0,24%)
     
  • HANG SENG

    28.900,83
    +403,58 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    29.620,99
    -130,61 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    14.009,00
    +33,25 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8342
    +0,0030 (+0,04%)
     

Reino Unido garante que vacina da AstraZeneca é 'segura e eficaz'

·1 minuto de leitura
Profissional da saúde administra vacina da AstraZeneca/Oxford

O governo britânico defendeu, nesta quinta-feira (11), a vacina desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford após sua suspensão na Dinamarca, classificando-a como "segura" e "eficaz" e afirmando que continuará sendo usada no Reino Unido.

"Deixamos claro que (a vacina) é segura e eficaz", disse à imprensa um porta-voz do primeiro-ministro Boris Johnson. "Quando se pede às pessoas para se apresentarem para recebê-la, devem fazer isso com confiança", acrescentou.

"E de fato estamos começando a ver os resultados do programa de vacinação em relação ao número (menor) de casos que estamos vendo em todo o país, o número de mortes, o número de hospitalizações", destacou.

A Dinamarca anunciou nesta quinta-feira que suspendeu o uso da vacina da AstraZeneca/Oxford como medida de precaução devido à preocupação pelo surgimento de coágulos de sangue em pessoas vacinadas.

No entanto, a agência dinamarquesa de saúde destacou que ainda não foi estabelecida nenhuma relação entre a vacina e os coágulos.

Um porta-voz da AstraZeneca afirmou que "a segurança da vacina foi estudada amplamente nos ensaios clínicos de fase III e os dados revisados por especialistas confirmam que a vacina foi geralmente bem tolerada".

A Áustria anunciou na segunda-feira que deixou de administrar um lote de vacinas produzidas pelo laboratório britânico, depois que uma enfermeira de 49 anos morreu por "graves transtornos de coagulação" dias depois de recebê-la.

Outros quatro países europeus - Estônia, Lituânia, Letônia e Luxemburgo - suspenderam imediatamente a vacinação com doses procedentes desse lote, que foi entregue a 17 países e que incluía um milhão de vacinas.

jit-acc/zm/aa