Mercado abrirá em 2 h 8 min
  • BOVESPA

    120.933,78
    -180,15 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.072,62
    -654,36 (-1,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,00
    +0,62 (+0,98%)
     
  • OURO

    1.769,70
    -0,90 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    56.128,17
    -692,22 (-1,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.268,73
    -30,22 (-2,33%)
     
  • S&P500

    4.163,26
    -22,21 (-0,53%)
     
  • DOW JONES

    34.077,63
    -123,04 (-0,36%)
     
  • FTSE

    6.933,58
    -66,50 (-0,95%)
     
  • HANG SENG

    29.135,73
    +29,58 (+0,10%)
     
  • NIKKEI

    29.100,38
    -584,99 (-1,97%)
     
  • NASDAQ

    13.848,50
    -48,75 (-0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6816
    +0,0059 (+0,09%)
     

Reino Unido dá 5 dias para Facebook explicar questões de concorrência após compra do Giphy

·1 minuto de leitura

BENGALURU, Índia (Reuters) - O órgão de defesa da competição do Reino Unido deu cinco dias para que Facebook e Giphy apresentem propostas que solucionarem receios gerados pela compra da empresa de imagens animadas pela rede social.

A Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido começou a investigação sobre o negócio em janeiro. O órgão descobriu que a Giphy, que já foi rival do Facebook em anúncios digitais fora do Reino Unido, tinha planos de se expandir para outros países.

"Se Giphy e Facebook permanecerem unidos, a Giphy pode ter menos incentivo para expandir sua publicidade digital... Isso é particularmente preocupante dado o poder de mercado do Facebook", disse o regulador.

A maior empresa de mídia social do mundo comprou a Giphy, um site para criar e compartilhar imagens animadas, ou GIFs, em maio do ano passado com intenção de integrá-lo ao Instagram. No entanto, uma fonte disse à Reuters em junho que o Facebook estava interrompendo essa integração.

A empresa disse que as integrações do Giphy com outras plataformas sociais como Twitter, Snapchat e TikTok, não mudariam.

"Esta fusão é boa para a concorrência e no interesse de todos no Reino Unido que usam a Giphy e nossos serviços - de desenvolvedores a provedores de serviços e criadores de conteúdo", disse um porta-voz do Facebook, acrescentando que a empresa irá cooperar com a investigação.

Representantes da Giphy não comentaram.