Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    59.663,70
    +1.144,39 (+1,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Reino Unido avalia novas regras de diversidade para IPOs

Marion Dakers e Silla Brush
·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- As empresas que desejam abrir capital em Londres podem enfrentar novas exigências sobre diversidade na diretoria, de acordo com o principal regulador financeiro do Reino Unido.

Nikhil Rathi, CEO da Financial Conduct Authority, afirmou na quarta-feira que a instituição iria “olhar seriamente para a forma como os mercados de capitais funcionam” enquanto analisa como aumentar o número de mulheres e pessoas negras nos níveis mais altos da indústria.

“Nos Estados Unidos, vimos a Nasdaq assumir a liderança com suas regras de listagem, que exigiram que todas as empresas tenham, ou expliquem por que não têm, pelo menos dois diretores diversos”, disse Rathi. “Estamos explorando se devemos incluir requisitos semelhantes em nossas regras de listagem.”

Rathi falava em evento sobre a quarta revisão anual do Tesouro do Reino Unido sobre mulheres no setor financeiro, que concluiu que a interrupção causada pela Covid-19 retardou o progresso de muitas empresas na contratação de mulheres mais seniores. Das 81 empresas que se comprometeram a atingir suas próprias metas no ano passado, apenas 37 o fizeram.

“Nós nos preocupamos porque a diversidade reduz o risco de má conduta e aquelas empresas que não refletem a sociedade correm o risco de servir mal a comunidades diversas. Nesse ponto, diversidade e inclusão tornam-se questões regulatórias”, disse ele.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.