Mercado abrirá em 3 h 44 min
  • BOVESPA

    128.057,22
    -1.202,27 (-0,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.202,80
    -376,30 (-0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,73
    -0,31 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.791,70
    +16,90 (+0,95%)
     
  • BTC-USD

    37.848,58
    -1.457,03 (-3,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    940,29
    -29,58 (-3,05%)
     
  • S&P500

    4.221,86
    -1,84 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    33.823,45
    -210,22 (-0,62%)
     
  • FTSE

    7.122,63
    -30,80 (-0,43%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.190,25
    +24,75 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9754
    +0,0129 (+0,22%)
     

Reino Unido aprova vacina da Pfizer para adolescentes de 12 a 15 anos

·1 minuto de leitura

Já faz um tempo que a Pfizer tem voltado sua atenção a outras faixas etárias em relação à vacinação contra a COVID-19. E nesta sexta (4), o órgão regulador do Reino Unido também aprovou o uso da vacina em questão em adolescentes de 12 a 15 anos.

O público infanto-juvenil não é o principal alvo da COVID-19, salvo raras exceções envolvendo a síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica (SIM-P), por isso não tem protagonizado as filas da vacinação contra COVID-19. Mas a imunização em massa de crianças ajudaria a proteger a população adulta e, em particular, os avós e outros parentes mais velhos, por exemplo.

Reino Unido aprova vacina da Pfizer para adolescentes de 12 a 15 anos (Imagem: rawf8/envato)
Reino Unido aprova vacina da Pfizer para adolescentes de 12 a 15 anos (Imagem: rawf8/envato)

A Autoridade Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde (MHRA) e a Comissão Independente de Medicamentos Humanos (CHM) avaliaram evidências de testes em crianças e acreditam que a vacina da Pfizer é segura e eficaz. Inclusive, a administração da vacina na faixa etária de 12 a 15 anos já foi aprovada nos Estados Unidos.

Tanto a Pfizer quanto a Moderna, que fabricam vacinas com tecnologia de mRNA, relataram eficácia de 100% na faixa etária. Em outras palavras, nenhum dos adolescentes nos testes desenvolveu sintomas de COVID-19. A AstraZeneca também iniciou testes em crianças mais novas e tem como objetivo inscrever 300 voluntários com idades entre seis e 18 anos no Reino Unido.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos