Mercado fechará em 4 h 38 min
  • BOVESPA

    129.998,66
    -209,30 (-0,16%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.990,22
    -39,32 (-0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,81
    +0,93 (+1,31%)
     
  • OURO

    1.862,00
    -3,90 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    39.906,11
    -738,47 (-1,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    993,44
    -17,17 (-1,70%)
     
  • S&P500

    4.245,57
    -9,58 (-0,23%)
     
  • DOW JONES

    34.243,47
    -150,28 (-0,44%)
     
  • FTSE

    7.171,27
    +24,59 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.074,75
    -50,00 (-0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1596
    +0,0281 (+0,46%)
     

Reguladores chineses alertam empresas de metais para que mantenham ordem no mercado

·2 minuto de leitura

PEQUIM (Reuters) - Reguladores chineses alertaram empresas da indústria de metais para que mantenham "a ordem normal do mercado" durante conversas sobre os significativos aumentos nos preços dos metais neste ano, disse a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC) na segunda-feira.

A NDRC, principal planejador econômico da China, junto com o ministério da indústria e as reguladoras de empresas estatais e mercados, tiveram reuniões no domingo com importantes empresas de commodities locais e pediram a elas que não elevem preços.

As conversas vieram após um comunicado do gabinete de governo chinês na quarta-feira em que o governo alertou que agiria para conter aumentos "exagerados" de preços para produtos como cobre, carvão, aço e minério de ferro.

Essas commodities, das quais a China é a maior consumidora global, saltaram neste ano em meio à alta na demanda puxada pela retirada de medidas restritivas associadas à Covid-19 e com estímulos de governos impulsionando o consumo pelo mundo.

O comunicado da NDRC alerta que as empresas não devem se envolver em "conluios" para "manipular preços do mercado" ou de produtos e nem acumular estoques, acrescentando que o aumento de preços foi resultado de vários fatores, inclusive externos, mas também refletiu a especulação excessiva.

A produção e as vendas normais do setor foram afetadas, segundo o órgão estatal.

Os reguladores prometeram fortalecer as fiscalizações dos mercados futuros e à vista, ao mesmo tempo em que reprimem as irregularidades e especulações maliciosas.

Ge Honglin, chefe da Associação da Indústria de Metais Não-ferrosos da China, disse em separado que, embora algumas pessoas afirmem que o salto nos preços foi impulsionado pelo mercado, a maioria acredita que chegou a hora de o governo agir.

"Os aspectos de oferta e demanda dos metais não ferrosos não mudaram e os custos não suportam aumentos de preços tão grandes", disse ele, em comentários na conta da associação no WeChat.

Os preços de commodities industriais na China despencavam nesta segunda-feira, com os futuros do minério de ferro fechando em queda de 5,2%, após chegarem a desabar até 9,5%.