Mercado abrirá em 9 h 5 min

Regulador europeu prevê retorno do Boeing 737 MAX em janeiro

·1 minuto de leitura

PARIS (Reuters) - O regulador europeu de segurança da aviação acredita que o Boeing 737 MAX é seguro, após uma longa revisão de segurança, e espera liberar a aeronave para voos comerciais em janeiro, disse sua principal autoridade em declarações transmitidas neste sábado.

Na quarta-feira, a Administração Federal de Aviação dos EUA suspendeu uma determinação contra voos de 20 meses imposta depois de dois acidentes fatais que provocaram mudanças no design da cabine. Os voos comerciais nos EUA devem ser retomados no final de dezembro.

"Queríamos realizar uma análise totalmente independente da segurança desta aeronave, por isso realizamos nossas próprias verificações e testes de voo", disse Patrick Ky, diretor executivo da Agência da União Europeia para Segurança da Aviação (EASA), no Paris Air Fórum.

“Todos esses estudos nos dizem que o 737 MAX pode voltar ao serviço. Já começamos a colocar em prática todas as medidas”, afirmou ele. “É provável que, no nosso caso, tomemos as decisões que permitam seu retorno ao serviço em algum momento de janeiro."

(Por Tim Hepher)