Mercado fechado

Regra de devolução de cheque criada para pandemia se torna permanente

LARISSA GARCIA
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Banco Central tornou permanente, na noite desta terça-feira (22), que cheques devolvidos fiquem disponíveis ao cliente na agência em que foram depositados e não mais na de relacionamento. Assim, o cheque devolvido deve estar à disposição do consumidor em até um dia útil a partir do fim do prazo de bloqueio. Antes, eram dois dias úteis porque o cheque era enviado automaticamente à agência de relacionamento do cliente. A regra foi criada em razão da pandemia do novo coronavírus para devolução de cheques em abril. A mudança valeria até 30 de setembro, mas a partir de agora o procedimento será adotado de forma automática. Aqueles que quiserem permanecer na sistemática antiga devem solicitar ao banco. Caso o cliente peça que o cheque volte à agência de relacionamento, a instituição financeira deverá disponibilizá-lo em até dois dias úteis se foi depositado na mesma cidade. Se o cheque foi devolvido em outra cidade e o cliente quiser recebê-lo na sua agência, o banco tem até sete dias úteis para mandar. Os bancos deverão fixar aviso em local visível em suas dependências e comunicar a modificação aos clientes.