Mercado abrirá em 9 h 24 min

Região de San Francisco, nos EUA, impõe novo 'lockdown' após alta nos casos

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A região da cidade de San Francisco, no norte da Califórnia, vai impor a partir deste fim de semana uma série de restrições para a circulação de pessoas e a abertura do comércio. A decisão, que deve afetar 6 milhões de pessoas, acontece em meio a uma alta no número de casos no estado e em todo o país. A ordem recomenda que toda a população fique em casa e saia apenas para atividades essenciais. As medidas vão começar a ser impostas entre domingo (6) e terça (8) e vão valer para cinco condados da região —Alameda, Contra Costa, Marin, Santa Clara e San Francisco (onde fica a cidade homônima)— além da cidade de Berkley. Elas permanecerão em vigor no mínimo até o dia 4 de janeiro. Segundo as novas regras, o comércio só poderá abrir com no máximo 20% da capacidade e restaurantes e bares só poderão funcionar por delivery. Cabeleireiros, salões de beleza, cinemas e zoológicos devem permanecer fechados por todo o período. As lojas que ficarem abertas terão que obedecer regras de distanciamento social, incluindo o uso obrigatório de máscaras. O governo da Califórnia já tinha anunciado uma nova regra de quarentena para todo o estado, mas pelo calendário inicial as medidas só entrariam em vigor na região de San Francisco nas próximas semanas.