Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.399,91
    +2.506,91 (+2,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.895,63
    +1.116,73 (+2,67%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,15
    -0,40 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.816,90
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    18.828,04
    +84,01 (+0,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    369,65
    -10,21 (-2,69%)
     
  • S&P500

    3.662,45
    +40,82 (+1,13%)
     
  • DOW JONES

    29.823,92
    +185,32 (+0,63%)
     
  • FTSE

    6.384,73
    +118,54 (+1,89%)
     
  • HANG SENG

    26.567,68
    +226,18 (+0,86%)
     
  • NIKKEI

    26.787,30
    -0,24 (-0,00%)
     
  • NASDAQ

    12.444,50
    -7,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3056
    -0,0014 (-0,02%)
     

Regeneron diz que terapia para Covid-19 reduz carga viral

Riley Griffin e Michelle Cortez
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Regeneron Pharmaceuticals disse que dados de um ensaio clínico em estágio final sugerem que sua terapia com coquetel de anticorpos para a Covid-19 reduz significativamente os níveis de vírus e a necessidade de mais cuidados médicos.

Os resultados oferecem outro sinal positivo na corrida para encontrar tratamentos para o coronavírus. Pacientes não hospitalizados que receberam a terapia tinham 57% menos probabilidade de necessitar de cuidados médicos posteriormente, e 2,8% dos que receberam o anticorpo e 6,5% dos que receberam placebo foram atendidos por um profissional de saúde em 29 dias.

A empresa com sede em Tarrytown, Nova York, compartilhou os resultados com reguladores dos EUA, que atualmente avaliam o coquetel de anticorpos para uma autorização de uso emergencial para pacientes de alto risco com casos leves a moderados de Covid. A terapia da Regeneron foi administrada ao presidente dos EUA, Donald Trump, no início do mês, depois que ele testou positivo para o coronavírus.

Como a terapia mostrou benefícios semelhantes com doses altas e baixas, a Regeneron avalia uma mudança na dosagem usada em outros estudos ambulatoriais em andamento. Uma dose mais baixa pode ajudar a estender o limitado estoque disponível do medicamento.

O tratamento parece ser o mais eficaz para pessoas com maior risco, como pacientes idosos e com outros problemas de saúde, como obesidade, doenças cardíacas, pulmonares, de fígado ou renal, disse a empresa. Pacientes que apresentavam níveis virais mais altos, ou que produziam níveis mais baixos de anticorpos, tinham maior probabilidade de responder ao tratamento.

“Continuamos a observar efeitos mais fortes em pacientes que estão em maior risco de resultados ruins devido à alta carga viral”, disse o diretor científico da empresa, George Yancopoulos.

O tratamento da Regeneron, chamado REGN-COV2, consiste em dois anticorpos monoclonais contra a chamada proteína spike do coronavírus. É considerado um dos possíveis tratamentos mais promissores para o coronavírus em estudo. Resultados preliminares de um ensaio clínico lançado pela Regeneron em setembro mostraram que o medicamento pode ajudar a tratar pacientes com coronavírus não hospitalizados, reduzindo os níveis e sintomas do vírus, disse a empresa.

Outras empresas que testam tratamentos de anticorpos incluem a Eli Lilly, AstraZeneca e GlaxoSmithKline com a parceira Vir Biotechnology.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.