Mercado abrirá em 9 h 8 min
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.918,28
    +312,72 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,95
    -0,10 (-0,14%)
     
  • OURO

    1.790,60
    +5,90 (+0,33%)
     
  • BTC-USD

    50.598,38
    -144,29 (-0,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.307,78
    -13,50 (-1,02%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    24.032,46
    +48,80 (+0,20%)
     
  • NIKKEI

    28.774,05
    +318,45 (+1,12%)
     
  • NASDAQ

    16.388,50
    +70,50 (+0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3510
    +0,0113 (+0,18%)
     

Regeneron diz que seus anticorpos protegem por ao menos 8 meses contra a covid

·1 min de leitura
Homem entra em clínica da Regeneron (AFP/CHANDAN KHANNA)

Um tratamento com anticorpos sintéticos desenvolvido pela Regeneron reduziu o risco de contrair covid-19 sintomática em mais de 80% ao longo de oito meses, anunciou a empresa de biotecnologia americana nesta segunda-feira (8).

Os resultados são "particularmente importantes para aqueles que não respondem às vacinas anticovid-19, incluindo pessoas imunossuprimidas", declarou a cientista Myron Cohen, da Universidade da Carolina do Norte, que está liderando uma investigação sobre este tratamento patrocinada pelo governo.

Durante um período de acompanhamento de dois a oito meses, ocorreram sete casos de covid no grupo que recebeu o tratamento e 38 no grupo que recebeu placebo, representando uma redução de 81,6%.

Não houve hospitalizações entre aqueles que receberam o tratamento e 6 no grupo placebo.

"Uma única dose de REGEN-VOC forneceu proteção de longo prazo contra a covid-19, mesmo em momentos de alto risco de exposição doméstica e de longo prazo durante a exposição mais ampla atual", informou George Yancopoulos, presidente e cientista-chefe da empresa.

O tratamento é baseado em dois anticorpos monoclonais produzidos em laboratório. São proteínas em forma de Y que têm como alvo a superfície do coronavírus e impedem de invadir as células humanas.

As vacinas também preparam o sistema imunológico para produzir esses anticorpos. Mas muitas pessoas, especialmente os idosos e pessoas imunossuprimidas, não respondem bem às vacinas, e esses grupos se beneficiam mais da "vacinação passiva", na qual os anticorpos são administrados diretamente.

ia-mlm/gm/rsr/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos