Mercado abrirá em 8 h 41 min
  • BOVESPA

    106.419,53
    -2.295,02 (-2,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.206,59
    +372,79 (+0,72%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,22
    -0,43 (-0,51%)
     
  • OURO

    1.788,50
    -4,90 (-0,27%)
     
  • BTC-USD

    60.708,70
    -2.032,92 (-3,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.475,90
    -29,25 (-1,94%)
     
  • S&P500

    4.574,79
    +8,31 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    35.756,88
    +15,73 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.277,62
    +54,80 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    25.593,24
    -445,03 (-1,71%)
     
  • NIKKEI

    28.946,61
    -159,40 (-0,55%)
     
  • NASDAQ

    15.538,50
    -6,50 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4585
    +0,0044 (+0,07%)
     

Reforma de BC turco por Erdogan abre caminho para mais cortes de juros

·1 minuto de leitura
Presidente turco, Tayyip Erdogan

Por Daren Butler e Nevzat Devranoglu e Orhan Coskun

ISTAMBUL (Reuters) - O presidente turco, Tayyip Erdogan, demitiu três autoridades do banco central do país nesta quinta-feira, duas das quais se opuseram ao último corte de juros da instituição, abrindo caminho para mais flexibilização da política monetária e levando a lira para uma nova mínima histórica.

Analistas viram a medida -- anunciada à meia-noite no diário oficial da Turquia -- como uma nova evidência de interferência política de Erdogan, um autodenominado inimigo das taxas de juros que frequentemente pressiona por estímulos monetários.

Sem nenhuma explicação para a decisão, Erdogan demitiu os vice-presidentes do banco Semih Tumen e Ugur Namik Kucuk e o mais antigo membro do comitê de política monetária, Abdullah Yavas, informou a publicação.

Ele nomeou dois novos membros -- Taha Cakmak, como vice-presidente, e Yusuf Tuna - que são pouco conhecidos no banco central ou entre os economistas, deixando o comitê de política monetária com autoridades de pouca experiência após controle de anos por Erdogan.

Duas fontes familiarizadas com as deliberações internas disseram que Kucuk e Yavas foram demitidos após discordarem do corte de 100 pontos-base na taxa básica de juros no mês passado, que na época surpreendeu os investidores e fez a lira despencar.

Nesta quinta-feira, a moeda turca chegou a cair até 1%, para uma mínima recorde de 9,1900 por dólar, na esteira do anúncio, antes de reduzir as perdas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos