Mercado abrirá em 1 h 22 min
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,18
    -0,12 (-0,16%)
     
  • OURO

    1.753,20
    +3,40 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    41.063,05
    -2.603,27 (-5,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.019,52
    -89,40 (-8,06%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.064,54
    -13,81 (-0,20%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.218,00
    -85,50 (-0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2145
    -0,0105 (-0,17%)
     

Reforma administrativa: especialistas temem que servidores sejam penalizados por condições de trabalho ruins na avaliação de desempenho

·1 minuto de leitura

Na audiência pública desta quinta-feira (5 de agosto) realizada pela comissão especial da reforma administrativa na Câmara dos Deputados, sobre avaliação de desempenho e qualificação de servidores, especialistas apontaram que a proposta do governo mira a avaliação dos trabalhadores de maneira individual e não o desempenho do serviço público. Para o presidente da Associação Nacional dos Auditores de Controle Externo dos Tribunais de Contas do Brasil, Ismar Viana, há risco de funcionários públicos serem penalizados por condições de trabalho ruins caso a avaliação fique focada apenas na performance do indivíduo.

Viana defendeu que a gestão tenha objetivos claros para que metas sejam cobradas. Como a reforma administrativa permite que pessoas sem vínculo com a administração pública atuem como gestores, Viana teme que a aprovação do texto induza à rotatividade no serviço público e, com isso, metas mudem de maneira aleatória.

Também na audiência, o professor da Fundação Dom Cabral Humberto Martins reforçou que é importante ter líderes comprometidos com o serviço público para que a gestão funcione. As informações são da Agência Câmara de Notícias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos