Mercado fechará em 5 h 31 min
  • BOVESPA

    127.882,96
    -1.382,00 (-1,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.006,49
    -309,20 (-0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,82
    +0,16 (+0,22%)
     
  • OURO

    1.777,30
    -5,60 (-0,31%)
     
  • BTC-USD

    29.806,75
    -2.916,67 (-8,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    704,41
    -89,92 (-11,32%)
     
  • S&P500

    4.229,08
    +4,29 (+0,10%)
     
  • DOW JONES

    33.837,10
    -39,87 (-0,12%)
     
  • FTSE

    7.077,89
    +15,60 (+0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.309,76
    -179,24 (-0,63%)
     
  • NIKKEI

    28.884,13
    +873,20 (+3,12%)
     
  • NASDAQ

    14.157,75
    +27,75 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9692
    -0,0061 (-0,10%)
     

Reforma administrativa é para controlar fluxo futuro de despesas, diz Guedes

·1 minuto de leitura
Ministro da Economia, Paulo Guedes

BRASÍLIA (Reuters) - A reforma administrativa visa controlar o fluxo das despesas futuras com o funcionalismo, e não os gastos correntes, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, em audiência pública na Câmara dos Deputados nesta terça-feira.

Em resposta a questões colocadas pelos deputados, Guedes frisou que a reforma prevê que servidores só poderão ser contratados por meio de concurso público e o que haverá é um vínculo trabalhista diferente para carreiras que não sejam de Estados, sem estabilidade ou benefícios como licença prêmio.

Com a mudança, o país se aproximará dos modelos adotados na maioria dos países desenvolvidos, disse o ministro.

Guedes afirmou que a reforma não é uma questão de ideologia, mas de "sobrevivência financeira", e destacou as dificuldades dos Estados.

"Mesmo os salários correntes estão sendo atrasados. Os Estados estão com dificuldades, eles precisam também dessa reforma", afirmou.

(Por Isabel Versiani; edição de Camila Moreira)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos