Mercado fechará em 5 h 35 min
  • BOVESPA

    109.673,24
    -278,25 (-0,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.125,01
    -210,50 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,02
    -0,45 (-0,57%)
     
  • OURO

    1.893,90
    +3,20 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    22.737,52
    -381,09 (-1,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    523,94
    -12,95 (-2,41%)
     
  • S&P500

    4.117,86
    -46,14 (-1,11%)
     
  • DOW JONES

    33.949,01
    -207,68 (-0,61%)
     
  • FTSE

    7.943,75
    +58,58 (+0,74%)
     
  • HANG SENG

    21.624,36
    +340,84 (+1,60%)
     
  • NIKKEI

    27.584,35
    -22,11 (-0,08%)
     
  • NASDAQ

    12.679,00
    +133,75 (+1,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5994
    +0,0320 (+0,57%)
     

Refinaria de Cubatão da Petrobras bate recorde de produção de diesel S-10 em 2022

Tanques de combustíveis

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Refinaria Presidente Bernardes (RPBC) da Petrobras, em Cubatão, bateu recorde anual de produção de diesel S-10 (com menor teor de enxofre), com cerca de 3 milhões de metros cúbicos em 2022, o equivalente a aproximadamente 25% do consumo do Estado paulista, informou a companhia em nota nesta segunda-feira.

Em dezembro, a RPBC produziu o maior volume mensal do ano do combustível fóssil, com 296 mil m³, acima do recorde anterior registrado em setembro passado, com aproximadamente 289 mil m³.

"A alta disponibilidade das unidades de produção da RPBC ao longo do ano foi fundamental para que a refinaria atingisse esses volumes expressivos", afirmou a petroleira.

"Pelo baixo teor de enxofre e melhores resultados ambientais, o diesel S-10 ganha crescente fatia do mercado nacional de combustíveis."

O diesel S-10 produzido na RPBC abastece principalmente os mercados da Baixada Santista e Grande São Paulo, além de outros polos, como Espírito Santo e Estados do Norte e Nordeste do país.

A petroleira disse ainda em nota que a renovação da frota do país, com motores mais modernos e eficientes, também tem provocado o maior consumo de diesel S-10.

Em 2022, segundo a empresa, o contexto internacional de escassez de oferta do produto foi outro fator que reforçou a importância do aumento da produção do combustível.

(Por Marta Nogueira)