Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    59.677,96
    +1.200,86 (+2,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Refinanciamento da Air France deve ocorrer nos próximos dias, diz ministro francês

·2 minuto de leitura
Air France

PARIS (Reuters) - A Air France-KLM se aproximou nesta segunda-feira de um programa de recapitalização apoiado pelo governo da França, depois que Paris afirmou que está perto de um acordo com a União Europeia sobre os termos da ação.

A Air Franca-KLM, que recebeu um pacote de ajuda de 10,4 bilhões de euros para enfrentar os impactos da pandemia no ano passado, planeja converter 4 bilhões de euros em empréstimos dos governos da França e Holanda em um instrumento híbrido "quase-equity".

Mas a conversão do empréstimo de 3 bilhões de euros para a Air France tem sido adiada diante de exigências da União Europeia para que a empresa desista de direitos de pouso e decolagem no aeroporto Paris-Orly de forma a resolver preocupações concorrenciais do bloco de países.

"Estamos perto de um acordo", disse o ministro das Finanças da França, Bruno Le Maire, à rádio France, prevendo que um acordo final deve ocorrer "em questão de dias".

A Comissão Europeia "não pode informar de antemão o momento ou o resultado" das negociações, disse uma porta-voz da Comissão sem mencionar detalhes.

Autoridades da UE exigiram inicialmente que a Air France abdicasse de um número de slots semelhante aos 24 cedidos pela alemã Lufthansa nos aeroportos de Frankfurt e Munique em troca do recebimento de aumento de capital apoiado pelo governo, disseram fontes próximas à negociação.

A posição das autoridades europeias gerou protestos da Air France, entidades sindicais e do governo.

O progresso mais recente nas negociações ocorreu depois que Bruxelas aceitou um número menor de entrega de slots pela Air France, publicaram o jornal Le Monde e outros veículos.

Separadamente, a Air France-KLM deve realizar um novo aumento de capital assim que as condições de mercado permitirem.

O grupo encerrou 2020 com prejuízo líquido anual de 7,1 bilhões de euros.

(Por Laurence Frost e ominique Vidalon)