Mercado abrirá em 4 h 3 min
  • BOVESPA

    110.249,73
    +1.405,98 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.828,13
    +270,48 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,78
    +1,29 (+1,83%)
     
  • OURO

    1.776,50
    -1,70 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    42.397,09
    -945,86 (-2,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.056,75
    -7,09 (-0,67%)
     
  • S&P500

    4.354,19
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.919,84
    -50,63 (-0,15%)
     
  • FTSE

    7.045,38
    +64,40 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.083,00
    +59,00 (+0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1771
    -0,0020 (-0,03%)
     

Reencontros transatlânticos no aeroporto de Heathrow após um ano de restrições

·2 minuto de leitura
Um casal se abraça no aeroporto de Heathrow em Londres, Reino Unido, após mais de um ano de restrições pela pandemia de covid-19

Os primeiros passageiros procedentes dos Estados Unidos que pousaram no aeroporto de Heathrow em Londres, nesta segunda-feira (2), puderam saborear o reencontro com seus familiares após mais de um ano de restrições às viagens e o fim da quarentena obrigatória.

Sue e Michael Blake, de 72 e 71 anos, aguardavam pacientemente pela manhã o retorno de seu filho Eliot e sua família, que vivem na periferia de Nova York.

O casal de aposentados residentes em Londres não hesitou em ir ao aeroporto, apesar do horário tão cedo, porque estavam "muito empolgados" com a ideia de voltarem a ver seu neto de oito anos, a quem não veem há "tanto tempo".

Desde as 04h00 desta segunda-feira (00h00 no horário de Brasília), os passageiros que receberam a imunização completa da vacina contra a covid-19 na União Europeia (exceto a França) e nos Estados Unidos estão isentos de fazer quarentena ao entrarem na Inglaterra e na Escócia.

Esta medida era exigida há muito tempo pelo setor turístico e pelos cidadãos expatriados, separados de seus familiares e amigos há mais de um ano.

As famílias choravam de emoção após o pouso do primeiro voo procedente de Nova York em Heathrow. Finalmente, chegou a hora dos abraços.

"É maravilhoso [voltar a vê-los]", confessa Eliot, com a voz quebrada pela emoção, enquanto sua mãe, com lágrimas nos olhos, abraça seu neto.

"Os últimos 18 meses foram muito difíceis", afirma Eliot à AFP.

A mudança nas regras de quarentena constitui "um evento agradável, algo que desejávamos profundamente há muito tempo", destacou à rádio Times o presidente e diretor-geral da associação de companhias aéreas UK Airlines, Tim Alderslade.

"Vimos um aumento de 300% nas reservas [de passagens] para os Estados Unidos", celebrou, destacando, entretanto, que a retomada normal do tráfego entre ambos os lados do Atlântico estaria "restringida" pela impossibilidade de viajar com mais facilidade.

De fato, o presidente americano Joe Biden tomou a decisão de manter fechadas as fronteiras de seu país aos viajantes internacionais, principalmente os da Europa, apesar dos pedidos de reciprocidade.

O Reino Unido impôs até agora uma quarentena de entre cinco e dez dias, assim como a realização de testes pagos, para entrar no país caso seja procedente dos países classificados "laranja", ou seja, a maioria dos destinos turísticos na UE e nos Estados Unidos.

Uma exceção à quarentena foi aprovada para os viajantes vacinados pelo serviço de saúde britânico, mas que deixa de fora os vacinados no exterior, algo que irritou os expatriados britânicos.

csp-cdu/gmo/grp/mar/pc/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos